Home Cidadania Al Janiah promove ato político e cultural em resposta a ataque criminoso
Sábado na resistência

Al Janiah promove ato político e cultural em resposta a ataque criminoso

Manifestação ocorre neste sábado (7), no restaurante em São Paulo, a partir das 16h. "Será um dia muito bonito para a gente mostrar resistência a esse governo e tudo que ele representa"
Publicado por Clara Assunção
06:35
Compartilhar:   
TVT/Reprodução

Ato neste sábado, a partir das 16h, conta com diversos artistas e apresentações culturais, e se encerra às 4h com abraço solidário ao Al Janiah

São Paulo – O restaurante Al Janiah promove o Ato Político e Cultural – Corrente de resistência, a partir das 16h deste sábado (7), no mesmo endereço do estabelecimento, que fica na região central de São Paulo (leia abaixo). A ação ocorre em resposta ao ataque, no último domingo (1º), em que criminosos lançaram garrafas para dentro do restaurante. Ninguém ficou ferido e a equipe do espaço conseguiu conter o atentado que segue sendo investigado pela Polícia sob suspeitas do envolvimento de um grupo da extrema-direita.

O ato desse sábado leva em conta as demais manifestações que ocorrem pela capital paulista, neste que é reconhecido como o Dia da Pátria, em oposição ao atual governo de Jair Bolsonaro, como o protesto convocado pela União Nacional dos Estudantes (UNE) contra as queimadas na Amazônia e também contra os cortes na educação. De acordo com a organização, a ideia é que após a manifestação dos estudantes, que tem início às 10h, o público, vestido de preto, se encontre no Al Janiah em solidariedade ao ato político e cultural. “Será um dia muito bonito para a gente mostrar resistência a esse governo e a tudo que ele representa”, destaca a gerente de comunicação do Al Janiah, Indra Seixas em entrevista ao jornalista Glauco Faria, da Rádio Brasil Atual.

A corrente de resistência seguirá até a madrugada do domingo, com apresentação de diversos artistas e bandas. Ao final, os participantes realizarão um abraço simbólico e solidário ao espaço que é referência gastronômica e de acolhimento aos refugiados e imigrantes de todos os países, além de ser responsável pela promoção de eventos, debates e expressões artísticas ligadas aos movimentos sociais, democráticos e pela libertação da Palestina. “A gente é um espaço multiterritorial que incita esse reconhecimento da multiculturalidade no país”, ressalta Indra.

A resposta ao ataque também conta com o apoio, segundo a gerente de comunicação do Al Janiah, dos mandatos da deputada federal Sâmia Bomfim (Psol-SP), dos deputados estaduais Beth Sahão (PT-SP) e Carlos Giannazi (Psol-SP), e da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados de São Paulo (OAB-SP), que entrará com representação contra o atentando ao restaurante. A entrada no Ato Cultural e Politico Corrente de Resistência pelo Al Janiah será gratuita.

O Al Janiah está localizado na Rua Rui Barbosa, 269, na Bela Vista, no Bixiga.

Ouça a entrevista na íntegra