tradição oral

TVT lança série de documentários sobre histórias amazônicas

Em cinco episódios, série resgata memórias da região, como as lavadeiras do Rio Itacaiúnas e a guerrilha do Araguaia. Evento será na UFABC, nesta terça (23)

REPRODUÇÃO

Série é uma produção da TVT com a Universidade Federal do Sul e do Sudeste do Pará (Unifesspa)

São Paulo – A série documental Histórias Orais e Narrativas Amazônicas, que revela histórias esquecidas ou fatos deturpados da região norte, será lançado nesta terça-feira (23), na Universidade Federal do ABC (UFABC). A série de cinco vídeos é uma produção da TVT com a Universidade Federal do Sul e do Sudeste do Pará (Unifesspa).

O professor e historiador José Amilton de Souza, que participou da direção do documentário, explica que a produção resgata memórias históricas da região. Os cinco episódios abordam: as lavadeiras do Rio Itacaiúnas, no Pará; a cooperativa de castanha do povo Mẽbêngôkre/Kayapó; a agricultura familiar do assentamento Alegria, localizado no Brejo do Meio, em Marabá-PA.

“Além desses três temas, também falamos sobre a educação no campo, dentro de um assentamento de dez anos, organizado pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), e sobre os conflitos na região do Araguaia  e a guerrilha (durante a ditadura civil-militar), com depoimentos fortíssimo e rememorar essas lutas”, contou José Amilton, ao Seu Jornal, da TVT.

O historiador lembra a região do Araguaia ainda é muito vigiada. “Tem quatro batalhões do Exército, pois é uma área tida como “área de segurança nacional”. Nós fizemos um vídeo para reviver e rememorar, trazendo o direito à memória”, explicou.

Um dos depoimentos que mais marcou Amilton foi o de Davi, que perdeu a filha durante o conflito na região. “Ele queria buscar um remédio para a filha, que estava doente mas o Exército não deixou, achando que ele buscaria mantimentos para os guerrilheiros. Ele até conseguiu o remédio para a filha, mas ela faleceu”, relatou.

O lançamento será uma parceria com o curso de Educação em Direitos Humanos da UFABC, com participação da professora Ana Maria Dietrich e do ex-ministro de Direitos Humanos Paulo Vannuchi. A exibição será na Unidade de Santo André, a partir das 14h.

Leia também

Últimas notícias