Em pleno verão

Apesar de período de férias, gestão Bruno Covas fecha piscinas de CEUs

Moradores da zona leste da capital paulista, usuários das unidades, criticaram época escolhida para interdição. Prefeitura alega necessidade de reformas

TVT/Reprodução
Piscinas CEUs

Moradores do distrito de Cidades Tiradentes afirmaram que piscinas do CEU da região estão fechadas há cerca de dois anos

São Paulo – Ao menos 19 Centros Educacionais Unificados (CEUs) estão com suas piscinas fechadas para reforma neste período de férias. Segundo a prefeitura de São Paulo, a interdição dos equipamentos foi necessária para que sejam feitas reformas na estrutura. No entanto, ao repórter André Gianocari, do Seu Jornal, da TVT, moradores criticaram a época escolhida para as intervenções, em pleno verão.

Só no CEU Inácio Monteiro, localizado na Cidade Tiradentes, no extremo da zona leste da capital paulista, as três piscinas da unidade já estão fechadas há cerca de dois anos, de acordo com os moradores. Em período de férias, as crianças são as que mais sentem falta de brincar na água, mas as piscinas não eram frequentadas apenas por motivo de lazer.

André Luiz Vieira, pai de um jovem de sete anos que nasceu com hidrocefalia e problemas no quadril e utilizava do espaço para tratamento, explica que desde a interdição o filho está sem fazer terapia. “Infelizmente é isso que estão vendo, esse descaso com a gente”, lamentou Vieira.

Por nota, a Secretaria Municipal de Educação se posicionou sobre o tema. Leia a íntegra:

A Secretaria Municipal de Educação informa que, para recuperar as estruturas físicas dos CEUs e prédios escolares, que não passavam por manutenções preventivas havia cinco anos, a Prefeitura iniciou em 2018 o programa REFORMA ESCOLA, com investimento de R$ 93,4 milhões. Estão sendo recuperadas 186 estruturas físicas. Vale destacar que, no início de 2017, a gestão herdou todas as obras na área de Educação paradas.

A primeira fase do programa REFORMA ESCOLA começou em maio de 2018 com intervenções em 17 piscinas dos CEUs que interditadas total ou parcialmente, além de ações nas unidades que necessitavam de manutenção urgente. Seguindo o plano traçados, todas as regiões da cidade possuem ao menos um equipamento liberado para uso, as 17 unidades estão em funcionamento.

No final do 2018, outras 19 piscinas de CEUs que apresentaram problemas no decorrer do ano tiveram seus reparos iniciados. Entre eles, os CEUs: Navegantes, Vila Rubi, Cidade Dutra e Três Lagos.  

Por fim, é importante salientar que todos os 46 Centros Educacionais Unificados (CEUs) estarão abertos neste verão para outras atividades de lazer da população.  

Assista à reportagem: