Home Cidadania Ouvidoria afirma que PM executou 4 adolescentes em favela de São Paulo
Violações

Ouvidoria afirma que PM executou 4 adolescentes em favela de São Paulo

Relatório indica que jovens mortos por policiais militares na favela Areião, no bairro do Jaguaré, teriam sido executados de forma sumária
Publicado por Redação RBA
13:51
Compartilhar:   
Marcelo Camargo EBC/Reprodução
Relatório ouvidoria

Policiais alegaram que houve confronto armado com o jovens perseguidos por estarem em carro roubado. Versão foi contestada

São Paulo – Ao contrário da versão apresentada por policiais militares que, em outubro, atiraram e mataram quatro jovens na favela Areião, no bairro do Jaguaré, zona oeste da capital paulista, relatório da Ouvidoria da Polícia de São Paulo divulgado nesta semana indica ter ocorrido uma execução sumária. A conclusão tem como base depoimentos de testemunhas, vídeos gravados na noite das mortes e os laudos periciais produzidos pela Polícia Científica do estado.

Os policiais declararam que o veículo no qual estavam os jovens era roubado e por isso estava sendo perseguido. Em resposta, os adolescentes teriam atirado contra os agentes. No entanto, o laudo da Ouvidoria afirma que, ao serem baleadas, as vítimas já estavam rendidas, impossibilitando qualquer reação, como ressalta o advogado Ariel de Castro Alves, membro do Conselho Estadual de Direitos da Pessoa Humana (Condepe) ao repórter Jô Miyagui, do Seu Jornal, da TVT.

“Uma das armas sequer tinha condições de ser utilizada, estava completamente quebrada, e também não se comprovou com relação às demais armas que de fato esses disparos ocorreram por parte desses adolescentes”, afirma. A mãe da única sobrevivente da execução, uma jovem de 15 anos, que estava de carona no veículo, também contestou a versão dos policiais.

Assista à reportagem na íntegra: