Viver em São Paulo

Estudo debate medidas que a prefeitura de SP deve adotar na Cracolândia

Além da região, pesquisa aborda temas como a população em situação de rua, violência doméstica e familiar contra mulheres

Adriano Vizoni/Folhapress
Cracolândia

O drama da Cracolândia tem sido objeto de diversas ações de governos na última década

São Paulo – A Rede Nossa São Paulo divulgará, nesta quarta-feira (18), a pesquisa “Assistência Social na Cidade”. Feita em parceria com o Ibope Inteligência e o Sesc, o estudo visa diagnosticar quais ações a prefeitura de São Paulo deve implementar na região denominada de Cracolândia, assim como para melhorar as condições da população em situação de rua.

A pesquisa será divulgada no Sesc Bom Retiro, a partir das 10h, seguida de debate sobre o tema com especialistas e ativistas da área de assistência social, como o padre Júlio Lancelotti, há mais de 10 anos vigário episcopal do povo de rua; Aldaíza Sposati, professora no Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP); Adriana Palheta, especialista em direitos humanos pela Universidade de São Paulo (USP); e Regina Paixão, coordenadora do Fórum de Assistência Social de São Paulo (FAS).

Segundo a Rede Nossa São Paulo, “os resultados da pesquisa também revelarão a opinião dos paulistanos sobre as ações ou medidas que devem ser prioridade para combater a violência doméstica e familiar contra as mulheres. Mostrará ainda se a maioria é a favor ou contra a proposta de garantir uma renda básica para toda e qualquer pessoa residente na cidade de São Paulo”.

O estudo integra a série “Viver em São Paulo”, que em 2018 tem divulgado, mensalmente, a percepção dos moradores da capital paulista sobre questões importantes que afetam a vida de quem reside numa das cidades mais populosas do planeta.

 

Leia também

Últimas notícias