São Paulo

Reprovação a Doria bate recorde após renúncia para disputar eleição

Ex-prefeito de São Paulo já vinha sofrendo queda em seus índices de aprovação pelos paulistanos, mas situação piorou após ele abandonar o cargo, contrariando compromisso de campanha

Marcelo Chello/CJPress/Folhapress
doria

Ex-prefeito conseguiu piorar seu índice de rejeição ao usar a capital paulista como trampolim eleitoral

São Paulo – O índice de reprovação à gestão do ex-prefeito da capital paulista, João Doria (PSDB), bateu um novo recorde, segundo pesquisa Datafolha divulgada hoje (16). Dentre os paulistanos, 47% consideram a gestão como ruim/péssima. Outros 34% a consideraram regular e apenas 18% avaliam como ótima ou boa. Os números consolidam a trajetória descendente do pré-candidato do PSDB ao governo paulista. Ele tinha 44% de aprovação em fevereiro de 2017.

A reprovação ao governo de Doria mais que triplicou no período. Partiu de 13% em fevereiro de 2017 para 47% agora. Já o índice de avaliação regular manteve-se estável ao longo do tempo. Além disso, 66% dos paulistanos consideram que o ex-prefeito “agiu mal” ao usar a prefeitura de São Paulo como trampolim eleitoral para o governo do estado. O Instituto Datafolha fez 1.031 entrevistas entre 11 e 13 de abril. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Quando o tema é a eleição ao governo estadual, Doria ainda aparece em primeiro, com 29% das intenções de voto. No entanto, o ex-prefeito já apresenta a segunda maior rejeição dentre os candidatos ao Palácio dos Bandeirantes, com 33% dos eleitores dizendo que não votariam nele de jeito nenhum. Como na eleição municipal de 2016, os votos brancos e nulos somados aos que ainda não escolheram candidato lideram a disputa, com 26% e 5% respectivamente, totalizando 31%.

Dentre os demais candidatos na disputa, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf (MDB), tem 20% e o atual governador paulista, Márcio França (PSB), tem 8%. Candidato do PT ao governo, o ex-prefeito de São Bernardo do Campo Luiz Marinho aparece com 7%.