Home Cidadania Alice, 7 anos: ‘Querido Lula, acho que sua família está muito triste. A minha também’
Cartas para Lula

Alice, 7 anos: ‘Querido Lula, acho que sua família está muito triste. A minha também’

Professora diz a ex-presidente ter se afastado por “algumas de suas escolhas” e que o “perdoou”. Sua filha também envia carta: “Não queria que eles (seus pais) te perdessem”
Publicado por Redação RBA
13:09
Compartilhar:   
Reprodução
Carta de Alice

São Paulo – Por todo o Brasil surgem manifestações de solidariedade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Muitas por meio de cartas. Atendendo a uma sugestão da RBA, leitores têm enviado cópia à redação, para que, enquanto não chegam a Curitiba, fiquem registradas e tenham suas mensagens compartilhadas com outros leitores.

Acima, está reproduzido o manuscrito de Alice Lima Alencar Arrais. “Eu moro em Goiânia, mas sou lá do Maranhão.” Aos 7 anos, ela diz a Lula que sua família está triste como a dele. E que não queria que seus pais, Giselia e Tadeu, o “perdessem”.

Alice é filha da professora Giselia Lima Carvalho, maranhense que se mudou para Goiânia em 1994 “com um grupo de meninas sonhadoras em busca de oportunidade”. Giselia formou-se em Geografia na Universidade Federal de Goiás e lá fez mestrado e doutorado. Em sua mensagem, ela reproduz o depoimento de uma aluna de 40 anos, faxineira da escola: “Você se lembra de mim, professora? Eu trabalho aqui há 11 anos. Eu limpo as salas de aula quando vocês vão para casa descansar. Eu nunca imaginei que um dia sentaria aqui”.

E Giselia finaliza: “Confesso-lhe, meu caro amigo, que sua luta vale a pena para cada pessoa que precisa do Estado neste país”. Leia a carta da professora:

 

 

Para escrever para Lula

Superintendência da Polícia Federal

Para Luiz Inácio Lula da Silva

Rua Professora Sandália Monzon, 210, Santa Cândida, Curitiba – PR

CEP – 82640-040

Vai escrever para Lula? Envie cópia para a RBA

A Rede Brasil Atual sugere aos que pretendem escrever para Lula que façam uma cópia da carta e enviem para a nossa redação. O objetivo é expor aos demais leitores o teor e o sentimento presentes nos escritos endereçados ao ex-presidente.

Poderão ser publicadas parcial ou integralmente no site, nas redes sociais ou até mesmo lidas na Rádio Brasil Atual. É uma forma, também, de assegurar que o conteúdo da carta não se perca pelo caminho.

Envie uma cópia de sua carta, que pode ser uma foto feita pelo celular, para [email protected] ou par o WhatsApp da rádio (11) 96893-7672. Informe seu nome e seu endereço, ou faça também uma cópia do envelope em que aparece o remetente.