Home Cidadania Ração humana de Doria é alvo de protesto: ‘Ração gera reação’
são paulo

Ração humana de Doria é alvo de protesto: ‘Ração gera reação’

Projeção no prédio da prefeitura paulistana é mais um protesto contra a intenção de Doria de distribuir alimento processado a partir de sobras da indústria para a população pobre
Publicado por Redação RBA
09:48
Compartilhar:   
Camila Victor/REPRODUÇÃO
ração gera reação.jpg

Protesto é contra a proposta da farinata, lançada pelo prefeito Doria no começo do mês de outubro

São Paulo – O prédio da prefeitura de São Paulo foi alvo de um protesto, na noite deste domingo (29), contra a “ração humana” – chamada oficialmente de Farinata– criada pela gestão Doria. Manifestantes, não identificados, fizeram uma projeção com a frase “Ração gera reação”.

O protesto é contra a proposta lançada pelo prefeito da capital paulista, no último dia 8, para “erradicar a fome” da população pobre da capital paulista, que prevê a distribuição de alimento processados a partir de sobras da indústria. A medida foi considerada um retrocesso por especialistas em nutrição ouvidos pela RBA.

Na última quarta-feira (25), a vereadora Sâmia Bonfim (Psol) protocolou requerimento pedindo a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara para apurar os interesses e a segurança da ração humana na alimentação. O pedido tem a assinatura de outros 18 vereadores e conta ainda com o apoio de 60 mil pessoas que assinaram uma petição online reivindicando a criação da comissão.