Home Cidadania Comunicadoras pretendem lançar antologia brasileira de poemas gays
diversidade

Comunicadoras pretendem lançar antologia brasileira de poemas gays

Obra – que é objeto de campanha de financiamento coletivo – traz à tona diversos poetas que se posicionaram no mundo homossexual sobre amor, sexo, amizades e preconceito, diz organizadora
Publicado por Redação RBA
17:42
Compartilhar:   
divulgação
livro gay.jpg

O editor de vídeo Caio Costa, as organizadoras Amanda e Marina e o deputado Jean Wyllys (Psol-RJ)

São Paulo – “Vamos romper com o preconceito contra gays por meio da literatura. É isso que queremos”, afirma a jornalista paulistana Marina Moura que, em parceria com a designer editorial Amanda Machado, pretende lançar uma antologia de poemas com a temática gay, algo inédito no Brasil. “Está na hora de fazer um acerto literário e, por que não, também com a causa LGBT, lançando a primeira coletânea de poemas assumidamente gays do país”, afirmam as realizadoras.

Para levar o projeto à diante, as mulheres iniciaram um financiamento coletivo por meio do catarse. “Durante anos pesquisamos a fundo a literatura brasileira e reunimos textos de diversos poetas que tocaram e abordaram a sexualidade em suas obras. A antologia traz à tona diversos poetas que se posicionaram no mundo homossexual sobre amor, sexo, amizades e preconceito”, diz Amanda. A meta de arrecadação é de R$ 50 mil e o financiamento fica vigente até 1º de novembro.

São 37 autores escolhidos pelas curadoras. Alessandra Safra, Amador Ribeiro Neto, Angélica Freitas, Antônio Cícero, Aymmar Rodriguéz, Caio Fernando Abreu, Carlos Drummond de Andrade, Cassandra Rios, Diedra Roiz, Elierson Moura, Francisco Bittencourt, Glauco Mattoso, Glória Horta, Herena Reis Barcelos, Hilda Hilst, Horácio Costa, Ítalo Moriconi, Junqueira Freire, Laurindo Rabelo, Lisa Alvez, Lúcio Cardoso, Luíz França, Marina Moura, Mário de Andrade, Mário Faustino, Neil de Castro, Paula Taitelbaum, Paulo Augusto, Paulo Azevedo, Roberto Piva, Rodrigo Quimera, Rosane Castro, Rui Mascarenhas, Sérgio Godoy, Vange Leonel, Waldo Motta e Walmir Ayala.

As obras contemplam um extenso período da produção literária brasileira, do século 19 até a contemporaneidade. “Uma antologia que reúna esses poemas e coloquem esses poetas no mesmo espaço é uma ferramenta fundamental não só para a literatura, mas também para a história. Se a poesia pode contribuir desconstruindo o preconceito, por que não fazer?”, afirma o deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ), que apoia o projeto.

O prefácio do livro será elaborado pela ensaísta, escritora e pesquisadora Heloísa Buarque de Hollanda, com orelha assinada por Jean Wyllys. “É difícil pensar que estamos lançando somente um livro. Porque os desdobramentos são infindáveis. Conseguimos envolver várias pessoas, autores e poetas. Gravamos entrevistas, participamos de saraus e tiramos a poeira de poemas que estavam esquecidos nas bibliotecas. Quem sabe até no futuro a gente não consiga desdobrar o projeto em um documentário com entrevistas que fizemos”, afirmam as realizadoras.

As doações possíveis começam com a quantia de R$ 25, com um prêmio de um imã de geladeira do artista plástico Paulo Fatal. A partir daí, com R$ 50, um livro mais um marcador de páginas; R$ 100, um livro e uma cachaça; R$ 170, um livro e uma camiseta com versos de poemas gays; R$ 180, um livro mais um vinho; R$ 350, um livro, um vinho e a camiseta; R$ 500, um livro, um vinho, a cachaça, a camiseta, o imã de geladeira e um agradecimento no livro; R$ 1.500, livro mais um convite para o lançamento open bar, ou um jantar com Jean Wyllys e as organizadoras; R$ 2.000, uma palestra de imersão literária; R$ 10.000, logo da empresa no livro.