reflexão

Defensoria Pública de São Paulo lança cartilha para combater o machismo

Documento 'Vamos falar sobre masculinidade' fala sobre violência doméstica e Lei Maria da Penha, e orienta sobre serviços de acolhimento

DIVULGAÇÃO
cartilha_defensoria.jpg

Defensora diz que os homens, público-alvo da campanha, poderão refletir sobre sua conduta por meio da cartilha

São Paulo – A Defensoria Pública de São Paulo lançou, na semana passada, a cartilha Vamos falar sobre masculinidade?, que traz orientações sobre como combater o machismo na sociedade. Em entrevista ao repórter Jô Miyagui, da TVT, a defensora pública e coordenadora auxiliar do Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher, Yasmin Pestana, explica que a cartilha mostra que o machismo é tão presente no cotidiano que as pessoas praticamente não se dão conta e nem admitem que o praticam.

A gente tentou abordar um pouco isso, de como o machismo acaba induzindo os homens aos padrões, como por exemplo, ter de controlar a roupa da mulher”, afirma. “Então, você reduz a humanidade dos homens e cria a perspectiva do homem violento. Por isso, na parte inicial da cartilha, a gente questiona ‘o que é ser homem'”.

O documento fala sobre violência doméstica e Lei Maria da Penha, e orienta sobre serviços de acolhimento. Yasmin conta que os homens, público-alvo da campanha, poderão refletir sobre sua conduta. “As mulheres já discutem isso, por causa do feminismo. Agora é tentar ter homens dispostos a discutir isso, porque o machismo atinge a parceira, a irmã e até as mães.”

Assista: