Conscientização

‘Este país tem consciência e determinação’, diz Dilma sobre combate ao Zika

Presidenta discursou sobre importância do combate ao mosquito Aedes aegypti durante entrega de 7.840 unidades do programa Minha Casa, Minha Vida

Roberto Stuckert Filho/PR
dilma indaiatuba.jpg

Declarações de Dilma foram feitas em entrega de moradias do Minha Casa, Minha Vida, em Indaiatuba (SP)

São Paulo – “Vamos provar que este país tem consciência e determinação para acabar com esse mosquito antes que ele comprometa as nossas crianças e as nossas grávidas”, afirmou a presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de entrega, hoje (3), em Indaiatuba, no interior paulista, de 7.840 unidades do programa Minha Casa, Minha Vida. “Temos que eliminar tudo o que houver de água parada. Nos vasos de flores, nas caixas d’água, nos resíduos de lixo, no pneu velho, até em uma tampa de refrigerante”, disse.

Dilma fará hoje à noite pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão para pedir a ajuda da população no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da febre chikungunya e do vírus Zika, que pode causar microcefalia em bebês. O intuito é fazer um chamamento para a única forma atual de evitar a disseminação das doenças, que é a eliminação dos focos do inseto.

Ontem (2), Dilma citou como prioridade deste ano para o governo as ações de combate ao Aedes aegypti, em sua mensagem presidencial durante a sessão de abertura dos trabalhos legislativos no Congresso.

Minha Casa, Minha Vida

Apenas hoje, 31 mil pessoas de cinco estados foram beneficiadas pelo Minha Casa, Minha Vida. Em Indaiatuba, 2.048 moradias estão prontas para os novos proprietários. “Eu ainda não me dei conta. Parece um sonho saber que vou ter um cantinho só meu”, afirma Enedina Rodrigues, desempregada e mãe de três filhas.

O restante das moradias será entregue nas cidades de Camaçari (BA), Timon (MA), Campo Mourão (PR), Itu (SP), Salvador, Luís Eduardo Magalhães (BA), Caucaia (CE) e Jundiaí (SP). Esta fase dos empreendimentos totalizou investimento de R$ 194,9 milhões e é destinada para famílias com renda de até R$ 1,6 mil.

“Passei muita dificuldade nessa vida, tive que batalhar muito e esperei oito anos para ser sorteada no programa, mas graças a Deus, agora vou poder dar um lar e um conforto pros meus filhos”, afirmou Maria de Fátima Barros, auxiliar de limpeza na cidade de Indaiatuba e vizinha de Enedina. Barros paga, atualmente, R$ 700 de aluguel, com salário de R$ 900. Agora, em seu novo lar, a prestação será de apenas R$ 48 mensais.

Os apartamentos de Indaiatuba são avaliados em R$ 95,2 mil com área de 51,15m². O condomínio atende às exigências de qualidade do programa e possui pavimentação, rede de água e esgoto, drenagem e energia elétrica. O local ainda conta com duas escolas municipais, uma creche e um terreno cedido para a construção de uma escola estadual.

O secretário de Habitação de Indaiatuba, Luiz Henrique Furlan, disse que serão construídos, no local, um posto de saúde e um centro comunitário. O comércio próximo ao condomínio será incentivado por meio de 463 terrenos destinados para este fim. A região metropolitana de Campinas (SP) já recebeu mais de 37 mil moradias do Minha Casa, Minha Vida, de acordo com o superintendente regional da Caixa, Márcio Mourão.

O programa do governo federal entregou 2,5 milhões de moradias em todo o país. Apenas em São Paulo, mais de 443 mil unidades já foram entregues, contemplando mais de 1,7 milhão de pessoas.