latifúndio

Em Pernambuco, famílias sem-terra ocupam fazenda de ex-deputado preso

Área improdutiva de 2 mil hectares, próxima a Recife, é propriedade da família de Pedro Corrêa (PP-PE), acusado de corrupção ativa e lavagem de dinheiro

EBC / ABR
pedro correa

Pedro Corrêa responde por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro

São Paulo – Cerca de cem famílias sem-terra ocuparam ontem (27) uma propriedade do ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE), que cumpre pena em regime fechado desde abril deste ano, em decorrência da 11ª fase da operação Lava Jato. O mandato foi expedido enquanto ainda cumpria pena em regime semiaberto por condenação no processo conhecido como mensalão.

A Fazenda Nova Esperança fica no município de Brejo da Madre de Deus, em Pernambuco, a 200 quilômetros de Recife. O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) idealizou a ocupação dos mais de 2 mil hectares de terras improdutivas para chamar a atenção para a importância da reforma agrária, de acordo com Francisco Terto, da coordenação nacional do movimento.

“Essa é uma área emblemática, improdutiva e que pertence a uma família que sempre usou o latifúndio como forma de fazer política”, disse Terto. A família Corrêa alegou que a ocupação possui ligação com possível acordo de delação premiada do ex-deputado, o que foi desmentido por Terto.

“Essa é uma ocupação que não tem ligação com o governo federal, não existe partido nenhum por trás, como acusa a família Corrêa. A área de 2 mil hectares estava abandonada e seguia sem produção. Não podemos permitir mais o acúmulo de terras por famílias que detêm toda sua fortuna construída no latifúndio”, argumenta o coordenador do MST.

Pedro Corrêa está detido na penitenciária de Curitiba, onde responde por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Em 2012, o ex-parlamentar já havia sido condenado a sete anos e dois meses de prisão no processo do mensalão.

A filha do ex-deputado também já foi indiciada na Justiça. Em 2001, Aline Corrêa (PP-SP) foi acusada de calote no fisco como uma das responsáveis pela administração da empresa Caminhoneiro Veículos Ltda.

Leia também

Últimas notícias