são paulo

Sem carros: urbanista apoia ‘abertura’ do Minhocão para outros usos

Projeto de fechar o Elevado Costa e Silva para automóveis no sábado começa a ser estudado e pode sair do papel no próximo mês

Fábio Arantes / Secom
minhocão, ocupar a cidade

“Minhocão foi idealizado no início da década de 70. Pensado para carros e em uma época que não havia democracia”

São Paulo – O arquiteto e urbanista Alexandre Hodapp, em entrevista à Rádio Brasil Atual hoje (23), avaliou como importante a iniciativa da prefeitura de São Paulo de ampliar o fechamento do Elevado Costa e Silva, conhecido como Minhocão. Para ele, na verdade, trata-se de uma abertura para que os cidadãos façam outro uso da via, que não o dos automóveis.

A ideia, que começou a ser estudada no último sábado (20), consiste em impedir o fluxo de veículos no local aos sábados a partir das 15h. Caso os estudos sejam eficazes, o fechamento pode iniciar efetivamente no próximo mês. Atualmente, a via fica fechada para automóveis diariamente entre 21h30 e 6h30, e aos domingos, o dia todo.

Sob a gestão de Fernando Haddad (PT), a cidade passou a pensar os espaços urbanos de outras formas, segundo o arquiteto: “A cultura do automóvel sempre agiu de forma destrutiva em toda a história da cidade. Hoje isso começa a mudar com o atual prefeito. Começa-se a pensar em outros meios de se deslocar e no desenvolvimento da cidade para as pessoas. Um exemplo positivo são as ciclovias”.

Hodapp aponta que são necessários estudos para a eficácia do fechamento da via elevada. “São necessários testes e também alternativas, como corredores de ônibus e ciclovias. A ideia é mudar o paradigma do carro para que a população comece a usar outros modelos de transporte”, conclui.

Parque Minhocão

RBAminhocão bike
Moradores já utilizam o minhocão em larga escalas aos domingos

As ações na via elevada começaram a ser estudadas a partir de reivindicações sociais, como a da Associação Amigos do Parque Minhocão, que visa a transformar o corredor de automóveis em um parque municipal linear. A ideia é trazer à região uma área de lazer completa, visto que muitos frequentadores já enxergam e utilizam o local dessa forma.

“O Elevado Costa e Silva foi idealizado no início da década de 70. Pensado para carros e em uma época que não havia democracia. Com o tempo, a população local começou a utilizar a via nos horários de fechamento. O crescimento da utilização foi espontâneo e sem planejamento pela prefeitura”, observa um dos fundadores da associação Parque Minhocão Athos Comolatti.

Ouça a entrevista completa para a Rádio Brasil Atual:

Leia também

Últimas notícias