Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2015 / 06 / Jovens discutem políticas para a agricultura familiar na América Latina

formulação

Jovens discutem políticas para a agricultura familiar na América Latina

Curso em Brasília reúne cerca de 50 líderes agricultores de 11 países latino-americanos; ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias falou sobre ações para conter êxodo rural de jovens
por Portal Brasil publicado 12/06/2015 11h58
Curso em Brasília reúne cerca de 50 líderes agricultores de 11 países latino-americanos; ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias falou sobre ações para conter êxodo rural de jovens
Carlos Alberto/Imprensa MG
CA_Agricultura-Familiar-merenda-escolar-Minas-Gerais_0812052015.jpg

Ananias: "a primeira medida é que a atividade agrícola seja efetivamente produtiva"

Brasília – Cerca de 50 jovens agricultores de 11 países latino-americanos participam, em Brasília, do IV Curso de Formação de Jovens Rurais da Reunião Especializada de Agricultura Familiar do Mercosul (Reaf), em Brasília. O grupo discute a formulação de políticas de desenvolvimento da atividade na região. O evento segue até terça-feira (16).

O grupo recebeu a visita do ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, que falou sobre medidas importantes para incentivar a permanência da juventude no campo. “A primeira é que a atividade agrícola seja efetivamente produtiva. A segunda é que os jovens tenham acesso a um conjunto de políticas públicas como educação, cultura, esporte e infraestrutura”, afirmou Ananias.

O ministro também abordou políticas públicas integradas de combate à pobreza, como os programas Fome Zero e Bolsa Família. “Nós recebemos uma força muito grande para realizar a reforma agrária no Brasil e fazermos dos espaços da agricultura familiar espaços de vida, onde os jovens tenham prazer de viver e trabalhar”, disse.

De acordo com o secretário técnico da Reaf no Mercosul, Lautaro Viscay, o encerramento do encontro reforça a construção da importância da integração regional e da função da Reaf. “A ideia é que eles já saiam com planos de trabalho e ações concretas para trabalharem em seus países e que tenham ferramentas de integração regional”, explica.

Participante do encontro, a nicaraguense Xiomara Gongora afirmou que o curso promove a organização da juventude rural. “Isso nos fortalece. Muitos países ainda sofrem com a pobreza, e a juventude pode estar presente no tema da segurança alimentar”, afirmou.

Participam da capacitação representantes da Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Costa Rica, El Salvador, Equador, Nicarágua, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

A Reaf  foi criada em 2004, no Mercosul. É reconhecida como espaço de diálogo e de cooperação em políticas públicas para a agricultura familiar. Desde a sua criação, o evento contribui para o reconhecimento regional da importância econômica e social da agricultura familiar e para a consolidação institucional do tema nos países membros e associados.