Home Cidadania Combate à impunidade por crimes contra jornalistas terá dia internacional

Combate à impunidade por crimes contra jornalistas terá dia internacional

direito à informação
Publicado por Agência Brasil
12:57
Compartilhar:   
Alain Schneider/Creative Commons
jornalistas

Os jornalistas Ghislaine Dupont (foto) e Claude Verlon da Rádio França Internacional foram assassinados no Mali

Brasília – A Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) vai decretar o dia 2 de novembro Dia Internacional contra a Impunidade de Crimes contra Jornalistas. Essa é a data em que foram assassinados dois jornalistas franceses no Mali. O anúncio foi feito hoje (26) pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da França, Laurent Fabius. Segundo ele, a votação na organização deverá ser feita nesta terça-feira (26).

“Com base em uma proposta da França, a Assembleia Geral vai aprovar – é simbólico, mas importante – um dia internacional para lutar contra a impunidade dos crimes contra os jornalistas. Pedimos e conseguimos que a data internacional seja o dia 2 de novembro, o dia do assassinato de Ghislaine Dupont e Claude Verlon. A partir de agora, todos os anos haverá esse dia em referência aos colegas franceses assassinados e à necessária proteção aos jornalistas”, disse Fabius.

No dia 2 de novembro deste ano, Ghislaine Dupont, 57 anos, e Claude Verlon, de 55 anos, jornalista e técnico na Rádio França Internacional, estavam em reportagem em Kidal, no Norte do Mali, quando foram sequestrados por homens armados. Seus corpos foram encontrados menos de duas horas mais tarde por uma patrulha francesa, a cerca de dez quilômetros a leste da cidade.

O homem suspeito de ter organizado o sequestro dos dois jornalistas, um traficante de drogas ligado à Al Qaeda, continua sendo procurado, segundo a Justiça francesa.

“Pela defesa do direito de informar e de ser informado, é preciso apoiar firmemente a profissão do jornalista e ser rigoroso quando ocorrem ataques e crimes”, explicou Fabius.