Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2013 / 07 / Minha Casa, Minha Vida inaugura condomínio no ABC para moradores de área de risco

Minha Casa, Minha Vida inaugura condomínio no ABC para moradores de área de risco

santo andré
por Redação RBA publicado 25/07/2013 14h21, última modificação 25/07/2013 14h44
santo andré
Gioconda Bretas/Min. Planejamento
condominio juquia. minha casa minha vida_ gioconda.governo.jpg

Os 132 apartamentos são distribuídos em três blocos com cinco pavimentos cada e beneficiarão 528 pessoas

São Paulo – Moradores de Santo André, no ABC paulista, que ocupavam áreas de risco mudaram-se para os 132 apartamentos do Conjunto Habitacional Juquiá, construído com recursos do Programa Minha Casa, Minha Vida. A previsão é de que 352 famílias da cidade sejam atendidas pelo programa neste ano e outras 880 em 2014.

"O programa foi oportuno para poder urbanizar alguns núcleos habitacionais precários na cidade e, com a urbanização, é necessário tirar as famílias das áreas de risco", diz o diretor do Departamento de Habitação de Santo André, Paulo da Silva Amorim, em entrevista à TVT. O déficit habitacional em Santo André chega a 25 mil moradias.

Segundo Amorim, o condomínio Juquiá atendeu aos núcleos residenciais localizados na Vila Homero Thon. As famílias moravam em casas precárias à beira de um córrego na Avenida Pedro Américo, como era o caso do assistente administrativo de manutenção Adalberto Gomes da Silva, que viveu nessas condições por 15 anos: "A prefeitura disse que vai demolir as casas para fazer estradas e vias para facilitar o transporte da população".

De acordo com Amorim, o programa Minha Casa, Minha Vida atende a três perfis de famílias: as que recebem entre seis e dez salários mínimos, cuja casa é financiada; aquelas com renda entre três e seis mínimos, cuja moradia é parcialmente subsdiada pelo governo e parcialmente financiada, e famílias com renda de até três salários mínimos, que têm o apartamento totalmente financiado pela Caixa Econômica Federal. Este é o caso da síndica do condomínio Juquiá, Sandra Regina de Andrade, que mora com a filha em um apartamento com quatro cômodos, cujo preço é de R$ 52 mil. "Aqui temos tudo praticamente urbanizado e lá era tudo irregular", diz Sandra.