Home Cidadania Ano começou com aumento de 15% dos homicídios no estado de São Paulo

Ano começou com aumento de 15% dos homicídios no estado de São Paulo

No primeiro bimestre de 2013, na comparação com igual período do ano passado, também aumentaram os estupros, as ocorrências de tráfico e os latrocínios
Publicado por Agência Brasil
12:24
Compartilhar:   

Criminalidade aumenta de forma generalizada em São Paulo (CC/Serjão Carvalho)

São Paulo – O número de homicídios no estado de São Paulo cresceu 15,05% no primeiro bimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2012. De acordo com o balanço mensal da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP), divulgado hoje (25), foram registrados 787 homicídios dolosos este ano, ante 684 no ano anterior. Em relação a janeiro, no entanto, a taxa apresentou decréscimo, passando de 416 para 371 casos em fevereiro.

O número de vítimas também cresceu cerca de 15% na comparação anual (cada registro de homicídio pode ter mais de uma pessoa). Foram 846 mortes em 2013, ante 732, nos dois primeiros meses do ano passado. Em relação a janeiro – quando foram registradas 455 mortes, houve redução da taxa. Foram 64 mortes a menos no segundo mês do ano.

Na capital, a taxa de homicídio caiu em relação a janeiro, passando de 98 para 89 casos. A mesma tendência foi registrada na taxa de mortes violentas. O número de vítimas passou de 109 em janeiro para 91 no último mês. Na comparação com o mesmo bimestre do ano passado, no entanto, houve aumento tanto dos casos, quanto do número de vítimas. Em 2012, foram 162 casos de homicídio com 175 vítimas; em 2013, foram 187 ocorrências com 200 mortes.

Embora os casos de estupro no estado tenham reduzido entre janeiro e fevereiro deste ano, passando de 1.138 para 1.057, na comparação com o primeiro bimestre de 2012 houve aumento de 11,13%. Os casos passaram de 1.975 para 2.195 neste ano.

As ocorrências de tráfico de entorpecentes, por sua vez, tiveram aumento no estado, tanto na comparação mensal, quanto na anual. Entre janeiro e fevereiro deste ano, as ocorrências passaram de 3.894 para 4.015, um acréscimo de 3,1%. Em relação aos dois primeiros meses do ano passado, a taxa cresceu 16,49% em 2013, passando de 6.789 para 7.909.

O número de casos de latrocínio (roubo seguido de morte) manteve-se relativamente estável, passando de 34 em janeiro, para 33 em fevereiro. Quando comparado ao ano passado, no entanto, os números são maiores. Em 2012, foram registrados 21 casos de roubo seguido de morte em janeiro e 28, em fevereiro.