Fórum de comunicação denuncia mortes de jornalistas na América Latina

São Paulo – O Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) realizará hoje (4) o seminário ‘Desafios da Liberdade de Expressão’ no Sindicato dos Engenheiros de São Paulo, na capital […]

São Paulo – O Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) realizará hoje (4) o seminário ‘Desafios da Liberdade de Expressão’ no Sindicato dos Engenheiros de São Paulo, na capital paulista. Ao final do encontro, entidades e lideranças nacionais pretendem divulgar documento de denúncia contra assassinatos de jornalistas na América Latina. 

Em sua coluna na Rádio Brasil Atual, o jornalista e blogueiro Altamiro Borges, presidente do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, defendeu a regulamentação do setor e afirmou que “a liberdade de expressão é direito fundamental numa sociedade, porém, não é absoluto”.

Segundo Borges, o momento é de intensificar o debate sobre marco regulatório da mídia para ressaltar que os meios de comunicação não estão acima do estado de direito e da constituição de um país. “A mídia tem que ter um certo regramento de como funcionar, não pode proporcionar um pensamento único, principalmente meios que são concessões públicas”, disse.             

O jornalista disse também que a internet é uma “brecha tecnológica” que pode garantir maior pluralidade de opinião e “é por isso que é importante que o plano nacional de banda larga seja aperfeiçoado. A internet permite que mais vozes falem e que as pessoas não sejam apenas receptoras.”

Ouça aqui a entrevista da Rádio Brasil Atual com o presidente do Centro Barão de Itararé. 

Leia também

Últimas notícias