Home Cidadania Disque 180 recebe 1,8 mil denúncias diárias de violência contra a mulher

Disque 180 recebe 1,8 mil denúncias diárias de violência contra a mulher

Quarenta por cento das mulheres agredidas convivem com agressor há mais de dez anos
Publicado por Redação da RBA
18:58
Compartilhar:   

São Paulo – Em reunião da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), hoje (20), na Câmara dos Deputados, a representante da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República Aparecida Gonçalves informou que o Disque 180 atende mais de 1,8 mil ligações por dia com denúncias de violência contra a mulher. E cerca de 80% das vítimas são agredidas todos os dias ou pelo menos uma vez por semana. Ela informou também que 40% das vítimas convivem há mais de dez anos com o agressor.

Aparecida afirmou que 61% das mulheres sofrem agressão física e 23%, violência psicológica. Em 66% dos casos os filhos presenciam as cenas de violência. “Um desafio é aumentar os recursos para enfrentar esse problema. Os municípios, por exemplo, não destinam verbas próprias para combater esse tipo de violência”, disse.

A CPMI voltará a se reunir na próxima terça-feira (27) para debater os direitos das mulheres em situação de violência. O encontro será às 14h, no Senado. Devem participar da discussão representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB) e do Fórum Nacional de Juízes de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (Fonavid).

Menos de 10% dos municípios brasileiros têm delegacias especializadas no combate à violência contra a mulher. Segundo Aparecida, apesar de o país ter 5,5 mil municípios brasileiros só existem 963 unidades de atendimento especializado para mulheres, como delegacias, centros de referências e abrigos. “Desse montante, são 374 delegacias, o que permite deduzir que somente cerca de 7% das cidades contam com esse tipo de estabelecimento. Precisamos analisar por que não há investimento em serviços especializados por parte do poder público. Temos de ampliar e fortalecer a rede de atendimento”, disse.

 

registrado em: , ,