Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2010 / 08 / Em duas semanas, Censo 2010 já colheu dados de 33 milhões de brasileiros, diz IBGE

Em duas semanas, Censo 2010 já colheu dados de 33 milhões de brasileiros, diz IBGE

por Isabela Vieira, da Agência Brasil publicado 16/08/2010 15h55, última modificação 16/08/2010 15h59

Rio de Janeiro - O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou nesta segunda-feira (16) que recenseou nas duas primeiras semanas do Censo 2010 cerca de 33 milhões de habitantes em 17% (9 milhões) dos 58 milhões de domicílios brasileiros. A informação foi dada pelo presidente do órgão, Eduardo Pereira Nunes, durante entrevista à imprensa no Rio.

De acordo com balanço do IBGE, o estado de Rondônia foi o que teve o maior percentual de casas visitadas até agora: 28,2%, seguido de Sergipe (27,2%) e Ceará (25,5%). Por outro lado, o Rio Grande do Sul tem o menor percentual, 8,2%.

Rio Grande do Sul, São Paulo, Santa Catarina e Paraná tiveram um pequeno atraso na entrega de coletes aos recenseadores, o que atrapalhou o início das entrevistas aos domicílios, explicou o presidente do IBGE.

Em São Paulo, 11% dos domicílios já foram visitados, no Paraná, 17,2% e em Santa Catarina, 10,4%. Depois do Rio Grande do Sul, o Acre registrou o menor percentual de visitas (9,5%) por causa das grandes distâncias.

A coordenadora operacional do Censo 2010, Maria Vilma Salles, disse que o IBGE comprou 250 mil coletes, mas na data de início da pesquisa, no último dia 1º de agosto, 40 mil não tinham sido entregues.

"Fizemos um plano de distribuição privilegiando a Região Norte, Nordeste e Centro-Oeste, onde a dificuldade de entrega era maior. Na Região Sul e Sudeste, onde as distâncias eram menores e o transporte muito mais fácil, começaram os atrasos. O Rio Grande do Sul foi o estado mais prejudicado e recebeu por último", afirmou Maria Vilma

registrado em: ,