Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2009 / 05 / Secretários de Educação querem Enem obrigatório para rede pública

Secretários de Educação querem Enem obrigatório para rede pública

Medida, que recebeu aval do ministro Fernando Haddad, pode entrar em vigor em 2010
por João Peres, da RBA publicado 14/05/2009 17h56, última modificação 14/05/2009 17h00
Medida, que recebeu aval do ministro Fernando Haddad, pode entrar em vigor em 2010

O Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) quer tornar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) obrigatório para todos os estudantes da rede pública. A ideia apresentada ao ministro da Educação, Fernando Haddad, é que a prova passe a certificar a conclusão do Ensino Médio, sendo necessária para a obtenção do diploma.

A presidente do Consed considera que a universalização do Enem pode melhorar a avaliação dos processos de aprendizagem. Maria Auxiliadora Seabra aponta que o método atual, com inscrição facultativa, distorce os resultados atribuídos às escolas.

O ministro Fernando Haddad acatou a proposta, mas pediu um estudo de logística para garantir que os estudantes de todo o território nacional tenham acesso ao exame. Ele aproveitou a oportunidade para destacar que a prova, agora com peso de vestibular em algumas universidades federais, será focada na compreensão de problemas, e não na memorização de datas ou fórmulas.

Nesta quinta-feira (14), o MEC divulgou a nova matriz de habilidades do Enem, que contempla linguagem, ciências da natureza, ciências humanas e matemática. A intenção do ministério é adequar a matriz aos mesmos conteúdos tratados no vestibular, mas sendo abordados de maneira diferente, sem decoreba nem pegadinhas, como aponta Haddad.

registrado em: ,