Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2009 / 05 / CNJ afirma que prisão do Espírito Santo está fora do controle do Estado

CNJ afirma que prisão do Espírito Santo está fora do controle do Estado

Pavilhões sem portas nem luz elétrica são controlados pelos detentos, que se espremem em pequenos espaços
por João Peres, da RBA publicado 18/05/2009 18h44, última modificação 18/05/2009 18h45
Pavilhões sem portas nem luz elétrica são controlados pelos detentos, que se espremem em pequenos espaços

 Os juízes Erivaldo Ribeiro e Paulo Tamburini, auxiliares da presidência do Conselho Nacional de Justiça, farão um relatório sobre a Casa de Custódia de Viana, na região metropolitana de Vitória (ES). Eles confirmarão que o presídio está em precárias condições, “com superlotação e grave afronta à Lei de Execução Penal”, afirmou Ribeiro.

Depois de visita nesta segunda-feira (18), o magistrado apontou que “os pavilhões estão sob controle dos presos e não tem como os agentes penitenciários entrarem para verificar qualquer irregularidade que esteja acontecendo”. A falta de controle dificultou o trabalho de inspeção, já que os juízes não tiveram acesso aos detentos e os próprios policiais não têm qualquer segurança.

Ribeiro avaliou que “a cadeia está fora de controle do Estado. Os presos circulam livremente entre os pavilhões, não tem mais celas”. 

Com capacidade para 370 presos, a Casa de Custódia de Viana tem 1.177 cumprindo pena. Amanhã, eles seguem para o presídio de Novo Horizonte, em Serra, onde foram relatados casos de presos em contêineres.

Com informações da Agência Brasil.

 

registrado em: