Revista do Brasil – Edição 53

A hora da bandeira branca

Os golpes baixos da campanha deixaram marcas e ressentimentos. E, se o segundo turno revelou uma oposição sem projeto, indicou também que a participação da sociedade na política é fundamental para a governabilidade

Ciência divertida

Espaços interativos que aproximam temas científicos da realidade das pessoas quebram, brincando, o velho tabu que fez de matérias clássicas um pesadelo

Não é bróder. É mano!

Jeferson De reuniu em seu filme Bróder, com estreia prevista para março, Mano Brown e Daniel Filho, Capão Redondo e Globo Filmes. “Como cineasta, mostro que a gente pode ser muitas coisas além de motoboy”

O Bravo Velho Mundo

Agora, você engole duas ou três pílulas de meio grama, e pronto! Qualquer um pode ser virtuoso agora. Você pode levar pelo menos metade de sua moral num vidro. Cristianismo sem lágrimas, é isso que soma é (De um personagem de Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley)

Liberdade limitada

Para a velha mídia e as forças políticas a ela ligadas, liberdade de imprensa tem limite e jornalistas e publicações independentes são um estorvo

A era dos oprimidos

Há quase 30 anos, em entrevista que me concedeu, Alceu Amoroso Lima profetizava que o século 21 seria o da redenção das mulheres e dos negros

Cabeças e corações

Todos querem uma vida melhor. Acima do obscurantismo, o eleitor vota na esperança

Tristeza não é doença

A tristeza inspira sambas com beleza, dizia o poeta. E contribui para a saúde emocional, atestam especialistas. Mas às vezes é desrespeitada, vista como um mal a ser tratado, inclusive, com remédios
1 2

última notícias

Mais Lidas