Diário do Bolso

Diário, meu Diarinho, chuif, chuif…, você não ganhou o Jabuti…

Quem venceu o prêmio Jabuti na categoria crônica foi uma tal de Nélida Pinheiro, ou Nélida Pinhão, uma coisa assim. Nunca ouvi falar

Reprodução

Diário, meu Diarinho, chuif, chuif…, você não ganhou o Jabuti…

Quem venceu na categoria crônica foi uma tal de Nélida Pinheiro, ou Nélida Pinhão, uma coisa assim. Nunca ouvi falar. Parece que foi presidente de uma tal de Academia Brasileira de Letras. Que pemba de academia é essa? É para escritor fazer ginástica?

Mas o pior, querido e derrotado Diário, é que quem ganhou o prêmio de “Livro do Ano” foi um de poesia. Pô, poesia é coisa de criança. Quer ver eu fazer uma agora?

Rachadinha quando nasce,

a gente esconde no colchão,

Flavinho só paga em dinheiro,

e nunca com cartão”.

Pronto, fiz uma poesinha. Não gastei nem cinco minutos. Me dá um troféu aí.

O pior do pior é que a escritora, uma tal de Cida Pedrosa, é mulher e é do Nordeste. Pô, aí já é demais! É muita humilhação. Eu nem sabia que o pessoal de lá já tava alfabetizado.

E o pior do pior do pior é que a tal de Cida acabou de se eleger vereadora em Recife pelo PCdoB! Pô, uma comunista! Só faltava essa! Por isso que eu não gosto de livro. Tem algum negócio neles, alguma droga que eles põem no papel, que transforma todo mundo que lê em esquerdopata.

Não é à toa eu só leio zap-zap no celular.

Por hoje é só, Diário. Desculpe se molhei suas páginas com as minhas lágrimas.

Chuif, chuif…

#diariodobolso