crise de ciúmes

Um dia eu mando o Mandetta se mandar

A minha raiva do cara é tanta que o pessoal do gabinete do ódio até botou os nossos robôs do Twitter para levantar a ‘rechitégui’ ForaMandetta

Reprodução

Diário, a coisa tá difícil. Estou me sentindo mais desprezado que estagiário em primeiro dia.

Eu não mando mais no Maia, não mando mais no Alcoolgelumbre e, o pior de tudo, não mando no Mandetta.

Pô, esse sujeitinho bem que podia pedir demissão. Eu provoco sempre que eu posso, até dou rolezinho quando ele fala para todo mundo ficar em casa, mas o doutor faz que não é com ele e sai de lado feito egípcio. Olha, Diário, vou te contar: o Mandetta não elogia nem a minha cloroquina. E a cloroquina é o nióbio da medicina, talkei?

A minha raiva do cara é tanta que o pessoal do gabinete do ódio até botou os nossos robôs do Twitter para levantar a ‘rechitégui’ ForaMandetta.

No tocante à popularidade, a pesquisa da Foice de S.Paulo diz que ele está com o dobro da minha. Caraca, ministro não pode ser mais popular que presidente! Tem que ver isso aí.

Até o Carlos Vereza me abandonou e preferiu ficar do lado do Mandetta. Ele escreveu assim: “Estava tentando defender Bolsonaro, não tanto por ele, mas pela normalidade das instituições. Mas ele desautorizar publicamente o ministro da saúde por ciúmes, não dá mais: tirei o time.”

Vira-casaca! Traidor! Judas!

Mas eu vou virar a mesa. Ah, se vou! Tive uma ideia de… (gênio é com gê ou com jota?). Bom, eu tive uma ideia muito boa. Falei pra todo mundo fazer… (gejum é com dois jotas, dois gês ou com um de cada?) Peraí, vou olhar no twitter, Diário.

Ah, já vi. É assim: jejum.

Modéstia à parte (e eu sou o cara mais modesto do mundo), foi uma grande sacada minha. Agora, se não morrer muita gente, eu vou dizer que foi por causa do jejum. E, se morrer, a culpa é do Mandetta, que não fez o que eu mandei.

Claro que eu não acredito nessa história de jejum. Barriga roncando não é oração, pô! Se isso desse certo, todo pobre era milionário.

Aliás, Diário, vou até adiar esse negócio de dar 600 reais pro povo. Assim o país inteiro faz jejum. É o programa “Minha fome, minha vida”, kkk!

https://www.redebrasilatual.com.br/wp-content/uploads/2019/08/torero-e1565108748720.jpg

@diariodobolso