Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Curta essa dica / 2013 / 01 / Desaparecidos políticos são retratados em exposição fotográfica

Desaparecidos políticos são retratados em exposição fotográfica

por guibryan1 publicado 24/01/2013 18h51

Centenas de pessoas foram torturadas e mortas durante o regime militar no Brasil, no período que vai de 1964 a 1985. Muitas delas não puderam ter seus corpos encontrados e reconhecidos pelos familiares, que continuam lutando pela memória e pela justiça em nome de seus entes queridos. É o que se pode ver no excelente Projeto Ausências Brasil, do fotógrafo argentino Gustavo Germano, que volta a entrar em cartaz, no Arquivo Público do Estado de São Paulo, que começou na terça-feira (22) e pode ser visitado até 1º de abril.

Gustavo Germano recriou ambientes de fotografias antigas, para, ao contrastar com as originais, o espectador ser tocado pela ausência deixada pela ditadura nestas famílias e conhecer a história de 12 desaparecidos políticos brasileiros e cinco argentinos. O trabalho é fruto de um convênio entre o fotógrafo, a Agência Livre para Informação, Cidadania e Educação (ALICE) e a Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República.

Entre os desaparecidos políticos retratados na exposição estão Alex de Paula Xavier Pereira, Ana Rosa Kucinski Silva, Arnaldo Cardoso Rocha, Bergson Gurjão Farias, Devanir José de Carvalho, Fernando Augusto De Santa Cruz Oliveira, Iuri Xavier Pereira, Jana Moroni Barroso, João Carlos Haas Sobrinho, Luiz Almeida Araújo, Luiz Eurico Tejera Lisboa e Virgílio Gomes da Silva.

Serviço
Projeto Ausências Brasil, exposição fotográfica de Gustavo Germano.
De segunda-feira a sexta-feira, das 9h às 17h, e um sábado por mês. Até 1/4. Grátis
Arquivo Público do Estado de São Paulo – rua Voluntários da Pátria, 596. Santana. São Paulo/SP
Fone: (11) 2221-4785

[email protected]