Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Curta essa dica / 2012 / 10 / Filme de Thomas Vinterberg não faz concessões para retratar injustiça

Filme de Thomas Vinterberg não faz concessões para retratar injustiça

por guibryan1 publicado 25/10/2012 16h25

Cena de 'A Caça', filme dinamarquês que discute paranoia da sociedade a partir de uma acusação de pedofilia (©divulgação)

A injustiça é o tema do excelente filme “A Caça”, do diretor dinamarquês Thomas Vinterberg, que é conhecido pela direção do filme “Festa de Família” (1998) e também de videoclipes como “No Distance Left To Run”, do Blur, e “The Day That Never Comes”, do Metallica. Mads Mikkelsen está extraordinário no papel pelo qual ganhou o prêmio de melhor ator no Festival de Cannes deste ano, mas quem rouba a cena mesmo é a garotinha Annika Wedderkopp – que talvez fique nas lembranças do público por um bom tempo.

O enredo gira em torno de Lucas (Mads Mikkelsen) que, após se separar da mulher, quer apenas manter contato com o filho e trabalha como professor de uma escola de educação infantil, onde desenvolve um carinho especial pelas crianças. Em especial, por Klara (Annika Wedderkopp), filha do melhor amigo dele, Theo (Thomas Bo Larsen), e que sofre com as constantes e intensas brigas dos pais. Lucas é o ponto de apoio da garota, mas, ao recusar um presente e um beijo, se transforma em fruto de raiva e então a história toma rumos surpreendentes, a partir de uma acusação de pedofilia. Uma frase dita por muitos personagens – de que as crianças não mentem – provocam um eco ensurdecedor no espectador.

Com uma direção crua e ácida, bem ao estilo impresso em seus outros trabalhos, Thomas Vinterber assina o roteiro com Thobias Lindholm e traça um contundente retrato a respeito da intolerância e da incompreensão entre as pessoas. Nesse sentido, destacam-se também a fotografia de Charlotte Bruus Christensen, a montagem de Anne Osterud e Janus Billeskov Jansen e a música de Nikolaj Egelund.

Portanto, “A Caça” é um filme extremamente atual e impactante. Afinal, os nossos preconceitos e verdades absolutas são colocados em cheque de modo extremamente eficaz. Não se trata de um filme de terror e, por isso mesmo, o resultado é tão assustador.

Serviço
“A Caça”, de Thomas Vinterberg, na Mostra Internacional de Cinema
Quinta-feira (25), às 21h50, no Cine Sabesp
Domingo (28), às 16h, no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca – sala 5
Terça-feira (30), às 19h, no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca – sala 3
Quinta-feira (1), às 18h, no Espaço Itaú de Cinema – Augusta – sala 3

Veja a programação completa e os endereços em http://36.mostra.org/

[email protected]