Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Curta essa dica / 2012 / 05 / Ingmar Bergman ganha maior mostra no Brasil

Ingmar Bergman ganha maior mostra no Brasil

por guibryan1 publicado 09/05/2012 08h00, última modificação 11/05/2012 16h07

Cena de "Morangos Silvestres", destaque da mostra sobre a obra do sueco Ingmar Bergman, do CCBB (Divulgação)

O cineasta sueco Ernst Ingmar Bergman viveu entre 14 de julho de 1918 e 30 de julho de 2007, e foi um dos maiores atistas de seu país. Venceu três vezes o Oscar de melhor filme estrangeiro, e foi indicado outras nove em diferentes categorias. Seis vezes premiado no Festival de Cannes, na França, ele ganhou, em 1997, a “Palma das Palmas”, concedida pelos organizadores do Festival.

Agora é homenageado pelo Centro Cultural Banco do Brasil, com a maior mostra dele já realizada no país. Ao todo, serão exibidos mais de 50 filmes nas unidades do Rio de Janeiro, que começou na última terça-feira, 8 de maio, e segue até 10 de junho; de São Paulo, de 13 de junho a 15 de julho; e de Brasília, de 19 de junho a 22 de julho.

Entre os 50 filmes selecionados, estão o primeiro “Crise”, de 1946, e o último, “Saraband”, de 2003, passando pelos clássicos “Monika e o Desejo” (1953), “O Sétimo Selo” (1957), “Morangos Silvestres” (1957), “Persona” (1966), “Gritos e Sussurros” (1972), “O Ovo da Serpente” (1977), “Sonata de Outono” (1978) e “Fanny e Alexander” (1982), entre outros.

Além de indispensáveis na história do cinema, destacadas como profundos dramas existenciais e marcadas por uma fotografia intensa e deslumbrante, essas obras foram responsáveis por lançar astros como Liv Ullmann, Bibi Andersson, Ingrid Thulin, Erland Josephson e Max von Sydow.

Há ainda as obras praticamente inéditas, como “O Olho do Diabo” e “Rumo à Felicidade”. Também serão exibidos quatro documentários retratam a vida e a obra de Ingmar Bergman, caso de “A Ilha de Bergman” (2004), de Marie Nyreröd; “Os Homens e Bergman + As Mulheres e Bergman” (2008), de Eva Beling; “Imagens do Playground” (2009), de Stig Björkman; e “… Mas o Cinema é Minha Amante” (2010), do mesmo realizador.

Os filmes serão exibidos na tela do cinema e em projeção em 35 milímetros. O evento tem o apoio do Swedish Film Institute, da Fundação Ingmar Bergman, do Instituto Sueco e da Embaixada da Suécia no Brasil. E contará também com curso ministrado por Sérgio Rizzo, livro-catálogo e debate com o documentarista Stig Björkman. É, portanto, uma oportunidade rara de descobrir our ever a obra desse que é considerado pelo norte-americano Woody Allen “provavelmente o maior diretor desde a invenção da câmera”.

Serviço
Mostra Ingmar Bergman – Ingresso de R$3,00 a R$6,00
CCBB Rio – de 8 de maio a 10 de junho
Rua Primeiro de Março, 66. Centro. T: (21) 3808-2020

CCBB São Paulo – de 13 de junho a 15 de julho
Rua Álvares Penteado, 112. Centro. T: (11) 3113-3651

CCBB Brasília – de 19 de junho a 22 de julho
SCES – Trecho 02, Lote 22. T: (61) 3108-7600

Mais informações em http://www.bb.com.br/portalbb/home21,128,128,0,1,1,1.bb

[email protected]

registrado em: ,