Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Curta essa dica / 2011 / 12 / Documentário "Ecohabitat" valoriza ações sustentáveis

Documentário "Ecohabitat" valoriza ações sustentáveis

por guibryan1 publicado 28/12/2011 12h00

A partir de janeiro de 2012, mais de 2 mil escolas receberão o documentário "Ecohabitat". Dividido em dois episódios de 56 minutos cada e dirigido por Paulo Perez, a realização da Associação Cultural Simbora e da Brazucah Produções mostra iniciativas bem-sucedidas de sustentabilidade. Segundo os realizadores, está baseada no tripé formado por economia, meio ambiente e sociedade.

"Este novo conceito nos traz um vislumbre otimista para um novo relacionamento humano, mas um conceito por si só não muda nada, ao não ser que sejam criadas técnicas e ferramentas que coloquem teoria em práticas. Formos os mais comprometidos. Pensar num mundo mais integrado, onde qualidade de vida e respeito mútuo são levados em conta. E o meio ambiente é o personagem principal dessa história. 'Ecohabitat' é isso. É sair da teoria e ir pra prática. É sustentabilidade em ação", declara a apresentadora Gabriela Veiga, como uma espécie de editorial.

O primeiro episódio mostra o criativo aquecedor solar desenvolvido pela Sociedade do Sol, na incubadora tecnológica da Universidade de São Paulo (USP). O dispositivo permite economia financeira de 75% na conta de eletricidade. Outra solução destacada é a adoção do bambu em substituição ao plástico e ao aço na construção civil por parte do Centro de Cultura e Sustentabilidade Max Feffer, no interior paulista. Há ainda menção ao ensino de diferentes ações sustentáveis no Sítio Duas Rosas, em Amparo (SP), e à horta urbana e à reutilização de água da chuva por parte da Morada da Floresta, instalada na Grande São Paulo.

O segundo episódio é voltado a inciativas como a Estância Demétria (de agricultura biodinâmica), ao Sabor Natural, que comercializa produtos orgânicos e à Casa dos Hólons, perto do aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). Há ainda entrevista com Nena Alava e a equipe de cenógrafos e arquitetos que fazem grandes eventos reaproveitando lixo e materiais orgânicos. O episódio ainda mostra o trabalho voltado à sustentabilidade desenvolvido pela multinacional 3M, justamente uma das apoiadoras do projeto, o que pode despertar alguma reserva no espectador.

Com a participação dos repórteres Guilherme Folco – que chama a atenção por fazer passagens tocando saxofone e abrir as matérias com versos rimados – e Thiago Tognozzi, o "Ecohabitat" é um documentário dinâmico que reúne reportagens muito bem realizadas e quadros variados, como o "Faça Você Mesmo", que ensina a produzir de tijolos a pão integral.

A produção ainda encara discussões como a relacionada a preços dos alimentos orgânicos, por vezes mais caros do que os de lavouras que empregam insumos químicos. A discussão é levada para aspectos relevantes que nem sempre são levados em conta pelo consumidor.  A música de encerramento também chama a atenção e faz parte do grupo Teatro Mágico, do qual Gabriela Veiga foi integrante.

Todas as iniciativas mostradas são do estado de São Paulo. Como o projeto tem recursos do Programa de Ação Cultural do governo estadual paulista, esse senão pode até ser compreensível. Mas desperta a curiosidade sobre outras iniciativas de diferentes unidades da federação, adaptadas a diferentes realidades, climas e contextos.

Nesta quinta-feira (29), o Curta Essa Dica publica uma entrevista com Paulo Perez, diretor do documentário.

[email protected]