Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Curta essa dica / 2011 / 09 / Filme chileno 'Ilusões Óticas' mostra que nem tudo pode ser o que parece

Filme chileno 'Ilusões Óticas' mostra que nem tudo pode ser o que parece

por guibryan1 publicado 16/09/2011 12h43, última modificação 19/09/2011 19h28

Cena de 'Ilusões Óticas', filme chileno que estreia no Brasil (Foto: ©Divulgação)

A co-produção chilena, francesa e portuguesa “Ilusões Óticas” finalmente chega aos cinemas brasileiros nessa sexta-feira, 16 de setembro. O longa-metragem de estreia do diretor Cristián Jiménez entrelaça a história de diversos personagens para mostrar, de modo envolvente e contando com grandes interpretações, que nem tudo é o que parece ser, ao traçar uma linda analogia a respeito da visão.

O personagem mais sublime e representativo dessa produção é Juan, interpretado pelo ótimo Ivan Alvarez de Araya. Ele é um cego que acaba de passar por uma cirurgia na empresa de convênio médico ArSur e recupera uma parte muito pequena da visão. Porém, o que poderia ser motivo de alegria se transforma num grande tormento para ele. Além de perder o emprego de massagista, porque as clientes preferem os profissionais cegos, ele ainda é rejeitado pelos antigos colegas em função de sua nova condição. Até que é convidado a participar de um comercial da tal empresa médica.

O executivo Gonzalo (Alvaro Rudolphy) é quem tem a ideia de utilizar Juan num comercial a fim de melhorar a imagem da empresa junto ao público. Envolvido demais com o trabalho, porém, ele é traído pela esposa, Rita (Valentina Vargas), que tem um caso com o segurança de um shopping, Rafa (Eduardo Paxeco), quando ele desconfia que ela pratica pequenos furtos nas lojas. 

Rafa é irmão de Manuela (Paola Lattus), talvez a melhor atriz do filme, que está insatisfeita com o próprio corpo e resolve aderir a um implante mamário oferecido pela metade do preço pela tal empresa de saúde, a fim de melhorar a auto-estima. Ela é responsável também por cuidar de funcionários, que estão cumprindo aviso prévio e são “convidados” a participar de um programa de readequação. Esse é o caso do executivo Gonzalo (Alvaro Rudolphy), que acaba se apaixonando por Manuela.

Sem grandes recursos de roteiro e efeitos visuais e sonoros, “Ilusões Óticas” é um filme bastante prazeroso de se assistir e mostra como, no mundo atual, boa parte das pessoas parece bastante insatisfeita com as condições em que vive, mas nem sempre as mudanças indicam melhoras, como pode parecer. Muitas vezes o resultado é justamente o contrário e fica a sensação de que o que se vivia anteriormente era muito melhor.

Contato: [email protected]