Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Curta essa dica / 2011 / 05 / Exposição de fotos em restaurante popular de Diadema mostra vida de sem-terra

Exposição de fotos em restaurante popular de Diadema mostra vida de sem-terra

por ABCD Maior publicado 18/05/2011 11h10, última modificação 18/05/2011 11h47

Agricultora de assentamento, em foto de Douglas Mansur (Foto: ©ABCD Maior/Reprodução/Divulgação)

A realidade de um acampamento do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) é o oposto da rotina de um bairro onde as casas têm TV a cabo, água quente e segurança. O fotógrafo Douglas Mansur acompanha e registra a manifestação desde que o MST nasceu, no fim da década de 1980, e leva a exposição “Orgulho de ser Assentado” para o Restaurante Popular Campanário em Diadema. A mostra fica aberta ao público até terça-feira (24/05) que vem.

Mansur congela instantes do movimento desde que tinha 15 anos e, na proposta da obra, visa reunir os primórdios, o desenvolvimento e a situação atual da emblemática e polêmica organização que luta por reforma agrária. Em 35 fotos (30 cm x 45 cm) coloridas e em preto e branco, disponibilizadas para a visitação no saguão do restaurante, é possível observar a evolução da entidade em diversos locais do País por intermédio dos indivíduos que o integram.

“Não só preservo a memória dos assentados com meu trabalho”, declarou o fotógrafo. “A montagem é um instrumento pedagógico que mostra o Brasil sob uma ótica rural”, disse Mansur, ao afirmar que, apesar de muito urbanizados, somos um País essencialmente agrário.

São Paulo, Sergipe, Rondônia, Bahia e Espírito Santo são alguns dos estados que o artista percorreu ao longo das últimas três décadas para capturar as figuras que retratam um pedaço da história do MST. Famílias e personagens foram selecionados para apresentarem o desenrolar da vida nas ocupações.

“Visitei meninos e meninas que cresceram nos acampamentos e hoje concluíram faculdades. Vi mulheres tendo e criando os filhos no chão de terra e em barracões”, acrescentou ele, ao analisar os arquivos como ponto de partida para algo que considera de suma importância: a reforma agrária.

Popular - Um dos focos da mostra é a colaboração de assentados que vendem o que plantam para o restaurante popular do município do ABCD. Há fotos que remontam toda a cadeia produtiva, desde o plantio à colheita, do transporte à comercialização dos alimentos. Metalinguagem perfeita para o desdobramento e construção do movimento.
O espaço, que oferece em média mil refeições a R$ 1,50, completou um ano na semana passada e instalou as fotos nas paredes para celebrar a data. “Parte dos produtos que adquirimos vem dos assentados do MST porque temos apoio do Incra e parceria com o governo federal”, afirmou Maria de Aragão, chefe da divisão da Secretaria de Segurança Alimentar de Diadema.

Sindicatos, escolas e outras associações interessadas em receber a mostra que existe há três anos e, inclusive, virou livro em 2010, devem entrar em contato pelo email [email protected] ou obter mais informações pelo site www.douglasmansur.com.br.

Serviço

- Exposição “Orgulho de ser Assentado”

- Restaurante Popular Campanário em Diadema.

Avenida Luis Carlos Prestes, 606, Jardim São Judas.

A entrada é franca e o horário de visitação é das 11h às 14h.

registrado em: , ,