Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Curta essa dica / 2011 / 01 / Beatles em quadrinhos

Beatles em quadrinhos

por Guilherme Bryan, especial para a Rede Brasil Atual publicado 31/01/2011 12h50

Tudo já foi realizado e aproveitado comercialmente em torno dos Beatles? O desenhista francês Hervé Bourhis prova que não, narrando a história dos quatro rapazes de Liverpool em quadrinhos, em “O Pequeno Livro dos Beatles” (Editora Conrad, R$44,90).

Para narrar essa epopeia, o quadrinista foi até o surgimento da cidade de Liverpool, onde o grupo foi formado, e prosseguiu a narrativa mesmo após o fim da banda, mostrando as carreiras solo de Paul McCartney, Ringo Starr, John Lennon e George Harrison, e descrevendo a comoção em torno da morte dos dois últimos e dos atentados que sofreram ainda em vida.

Após o grande sucesso mundial de “O Pequeno Livro do Rock”, lançado em 2010 e comentado na “Revista do Brasil”, Hervé Bourhis contagia o leitor com uma história para lá de conhecida, ao escapar da trivial e óbvia trajetória e descrição de cada um dos álbuns lançados, optando por narrar também o contexto sócio-cultural do período e dando dicas de outros trabalhos musicais do mesmo período, criando para isso a espécie de selo “Se você gosta dos Beatles, talvez goste de ...”.

Para quem não conhece muito bem a história da mais popular banda de rock de todos os tempos, “O Pequeno Livro dos Beatles” é uma ótima introdução. Uma dobradinha bacana pode ser feita assistindo simultaneamente os DVDs da caixa “Beatles Anthology”. Ao mesmo tempo, os fãs e aficionados encontram nesse livro informações que, se não inéditas, podem ter passado despercebidas ou terem sido consideradas desimportantes, mas ganham outra conotação agora em função de um desenho vibrante. Esse é o caso da descrição da Chiswick House, em Londres, onde os Beatles gravaram aqueles que são considerados por muitos os precursores diretos dos videoclipes. Outro exemplo é que, no 62º aniversário de seu pai, Jim, Paulo presenteou-o com um cavalo de corrida chamado “Drake’s Drum”. Os bastidores das gravações e os personagens importantes dessa história também ganham bastante destaque. “O Pequeno Livro dos Beatles” é indispensável para quem se interessa pela história do rock e da música pop. A principal razão é as conexões que estabelece entre a realização de alguns álbuns dos Beatles com outros dos Rolling Stones, Pink Floyd e Beach Boys. Claro que isso não é uma novidade, mas fica mais claro e interessante nos traços bastante ágeis e em preto e branco de um desenhista empolgado e cativante. Eis, portanto, um retrato bastante divertido e rico da década de 1960, que transformou definitivamente a história da música mundial.

Além de diversão garantida e algumas horas de leitura bastante agradável, o desenhista Hervé Bourhis prova como é possível se envolver com prazer numa história já contada inúmeras vezes em diferentes meios e formatos. É certo que esse artista encontrou um filão de grande sucesso, que promete render ainda muitos frutos. Afinal, certamente, a história de bandas como Led Zeppelin, Queen e Rolling Stones, e de movimentos como o punk rock e o grunge também ficarão super bem em quadrinhos.

registrado em: , ,