Desenvolvimento em foco

Desafios da universidade diante da pandemia da covid-19

Experiência da Universidade Municipal de São Caetano do Sul no enfrentamento da pandemia mostra possibilidades para integração entre universidade e comunidade

Pixabay

A descoberta e a rápida disseminação da covid-19, doença causada pelo coronavírus Sars-CoV-2, obrigou autoridades, e a população em geral, a tomar medidas extremas de prevenção. Dessa forma, desde as primeiras notícias do aparecimento do vírus na China, a epidemia, que tomou proporções de pandemia – assim declarada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 11 de março de 2020 – exigiu mudanças drásticas em todas as atividades da vida, inclusive o trabalho e os estudos. Essa situação alarmante foi um desafio a todas as áreas (indústria, comércio e serviços). Assim, este material, derivado de nota técnica publicada na 15ª Carta de Conjuntura do Observatório de Políticas Públicas, Empreendedorismo e Conjuntura da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), resume uma visão panorâmica desse desafio coletivo contra a covid-19.

E também analisa as ações desenvolvidas para enfrentá-lo, buscando-se o mínimo impacto nessas atividades todas no último ano. Para esta análise, as iniciativas tomadas na USCS são a referência.

Leia aqui outros artigos da série “Desenvolvimento em Foco”

No dia 3 de março de 2020, a universidade desenvolveu seu Plano de Contingência para Infecção Humana pelo Coronavírus (SARS-CoV-2). Para isso, a administração formou uma equipe multidisciplinar com a finalidade de identificar e planejar diferentes cenários e seus possíveis impactos. No Plano, a universidade previu medidas específicas em três diferentes fases: cuidados iniciais, alerta e emergência. Como resultado, o grau de risco foi sendo avaliado e revisto periodicamente. Dispensers de álcool em gel em todos os campi, realização de palestras de conscientização, material de apoio (impresso e on-line) informativo sobre o vírus, atenção maior aos grupos de risco que frequentam a universidade (idosos e crianças), canal de perguntas e respostas, além de um canal “tira-dúvidas” (específico para covid-19) foram algumas das ações realizadas já na primeira fase.

Produção e fracionamento de álcool em gel

Desde março do ano passado, início do período de isolamento social, a Farmácia-Escola da USCS produziu cerca de 250 quilos de álcool em gel a 70%, destinados aos funcionários dos setores essenciais do município que continuaram trabalhando. Promoveu também a doação de 50 galões de cinco quilos para a Secretaria de Saúde utilizar no seu hospital de campanha. E, ainda, contribuiu com o fracionamento de mais de 40 mil frascos de álcool em gel entregues aos munícipes no programa de testagem da prefeitura e aos funcionários da USCS na retomada de suas atividades.

Rotinas acadêmicas e administrativas

Considerando orientações das autoridades sanitárias do estado, e em sintonia com o Comitê Municipal de Emergência Sanitária, em março de 2020 a universidade suspendeu gradativamente, e temporariamente, suas atividades, de formas distintas para cada um de seus públicos.

No dia 13 daquele mês, foi comunicada, a todos os estudantes (de aulas presenciais) a suspensão temporária das atividades. A instituição retomou atividades acadêmicas em de 7 de abril. Para tanto, fez uso de ferramentas de ensino à distância, por meio de parceria com o Google for Education para utilização das plataformas Google Classroom e Google Meet, sem prejuízo do número de dias letivos previstos em lei. Para esta transição temporária, foi desenvolvida uma campanha de informação e orientações gerais aos alunos.

Em 20 de março, foi comunicado o afastamento de funcionários administrativos e dos docentes do Colégio Universitário, da graduação e da pós-graduação Stricto Sensu de suas atividades presenciais. O retorno das atividades em home office foi implementado de forma gradual, a partir de 15 de julho.

Em acordo com o Plano São Paulo de retorno consciente (Decreto Nº 65.061, de 13 de julho de 2020), no mês de agosto de 2020, foi iniciada a liberação das atividades educacionais presenciais para as atividades práticas, em especial nos cursos da saúde. Para isso, foram elaborados protocolos e ações de forma a minimizar os riscos de vulnerabilidade, tais como manuais de utilização dos laboratórios e áreas de estágio da Escola de Saúde na pandemia da covid-19, sinalização interna referente ao distanciamento e sanitização e cuidados em geral relacionados à covid-19.

Projeto Disque Coronavírus

Em estratégia de contenção da transmissão da covid-19, teve início em 6 de abril o programa de testagem domiciliar, aberto exclusivamente aos moradores de São Caetano do Sul com sintomas de gripe. Trata-se de uma parceria entre a prefeitura, o curso de Medicina da USCS e o Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (USP). A iniciativa visa, sobretudo, evitar a superlotação de prontos-socorros, hospitais e UBSs da cidade, com o monitoramento da população sendo feito por meio de um sistema que envolve telemedicina, avaliação clínica, autocoleta e testagem por RT-PCR de moradores do município. O projeto teve início com a participação de 220 estudantes de medicina.

Cartas de Conjuntura do Observatório Conjuscs

O Observatório de Políticas Públicas, Empreendedorismo e Conjuntura da USCS, o Conjuscs, nos meses de abril, junho e outubro de 2020, lançou mais de 30 notas técnicas relacionadas especificamente ao tema coronavírus em suas 12ª, 13ª e 14ª Cartas de Conjuntura. Os materiais abordaram a covid-19 e seus impactos nas mais diversas áreas, inclusive nas demandas da universidade. As Cartas de Conjuntura do Conjuscs são lançadas bimestralmente desde março de 2018. As publicações podem ser acessadas aqui.

Atendimento psicológico

No mês de maio de 2020, a USCS, por meio do seu curso de Psicologia (por iniciativa da Clínica Escola de Psicologia – Cesep/USCS), iniciou o atendimento psicológico a funcionários (administrativos e professores) da Universidade. Os atendimentos foram feitos via WhatsApp ou plataforma on-line com chamadas de vídeo ou áudio, podendo durar até três sessões, com o objetivo principal de acolher e orientar questões pontuais.

Programa de Adiamento das Mensalidades

Diante da grave crise econômica, em caráter excepcional, a universidade ofereceu aos estudantes o ProSIGA – Programa Especial de Adiamento Parcial das Mensalidades, válido no segundo semestre para os cursos de Graduação Presencial, EAD, Colégio e Stricto Sensu (exceto aqueles que estejam em prorrogação), oferecida diretamente, sem intermediação, aos estudantes efetivamente matriculados na instituição até o primeiro semestre de 2020.

Além do ProSIGA, a USCS passou a conceder, a partir do mês de abril de 2020, 6% de desconto nas mensalidades. O desconto vigora enquanto as aulas permanecerem virtuais.

Inquéritos Epidemiológicos

A prefeitura de São Caetano, em parceria com o Instituto de Pesquisa da universidade (Inpe/USCS), realizou, entre junho e julho de 2020, o Inquérito Epidemiológico contra a covid-19. O estudo consistiu na realização de testes rápidos domiciliares, com o objetivo de traçar um mapeamento mais preciso do coronavírus na cidade. Ao todo, foram quatro rodadas de testes (realizadas a cada 15 dias), com cada uma delas atingindo 860 moradores da cidade (3.440 no total). A primeira rodada ocorreu nos dias 30 e 31/5 e 1/6/2020.

Na mesma parceria (USCS e prefeitura), foi realizado também, em setembro, uma nova etapa do inquérito epidemiológico, destinado, especialmente à comunidade escolar (alunos, professores e funcionários das 64 escolas municipais de São Caetano). O inquérito consistiu na realização de 1.900 testes rápidos (sorológicos), uma amostra de aproximadamente 7,5% de cada grupo a ser testado. Os resultados dos dois estudos podem ser acessados aqui.

Pesquisa para testagem da vacina

Em julho de 2020, foi anunciada a participação da universidade como um dos 12 centros de pesquisa no país para a testagem da vacina CoronaVac (Sinovac Biotech/China e Instituto Butantan) contra a covid-19. A USCS iniciou as testagens em voluntários no dia 31 daquele mês, no Hospital São Caetano. Para a participação dos 652 voluntários previstos, a universidade desenvolveu a plataforma coronauscs.org. Além da testagem da vacina CoronaVac, a partir do mês de novembro, a universidade também participou como um dos centros de pesquisa para testagem de uma segunda vacina contra covid-19, que testou 60 mil voluntários em todo o mundo.

Com as ações citadas acima, a Universidade Municipal de São Caetano do Sul vem buscando formas de se adaptar e minimizar prejuízos e riscos que possam impactar seus públicos, ao mesmo tempo em que procura contribuir com a comunidade com pesquisas e ações. A instituição se mantém alerta e em processo de constante atualização para as ações necessárias no sentido de manter cumprindo cumprir suas obrigações e oferecendo o mínimo de impacto a seus alunos, funcionários e professores em um momento ainda de grandes incertezas para o mundo todo.

Ana Paula Lazari Ferreira é jornalista, formada pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Com MBC (Master in Business Communication) pela mesma instituição