Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Na Rede / 2016 / 05 / No destino da educação, uma agenda pornográfica?

Pedagogia do músculo

No destino da educação, uma agenda pornográfica?

Mendonça Filho, ministro da Educação, recebe Alexandre Frota em seu gabinete, e "visitinha" de celebridade pornô afinada com a direita coloca titular da pasta no centro de piadas nas redes sociais
por Cida de Oliveira, da RBA publicado 25/05/2016 19h38, última modificação 25/05/2016 22h10
Mendonça Filho, ministro da Educação, recebe Alexandre Frota em seu gabinete, e "visitinha" de celebridade pornô afinada com a direita coloca titular da pasta no centro de piadas nas redes sociais
Reprodução/Facebook
frota.jpg

Alexandre Frota, Revoltados On Line e a turma do "escola sem partido", agora na agenda da educação

O ministro da Educação, Mendonça Filho, recebeu ao meio-dia de hoje (25) uma visitinha de cortesia de Alexandre Frota, que estava em Brasília e resolveu dar uma passadinha no gabinete do titular de uma das pastas mais importantes do governo.

Parecia notícia do Sensacionalista, mas era real.

Segundo o próprio ministro, deputado federal (DEM-PE) licenciado, foi aberto espaço em sua agenda entre uma audiência e outra. Em seu currículo, o ator, diretor, ex-modelo, comediante, ex-jogador de futebol americano, apresentador, empresário e ex-ator pornográfico brasileiro tem 20 filmes dessa categoria.

Fora as participações em programas e reality shows dentro e fora do país. Afinal, o ministro não discrimina ninguém porque respeita a liberdade de cada pessoa de fazer suas escolhas de vida e não deixaria de receber uma celebridade que conheceu no movimento pró-impeachment, conforme esclareceu via assessoria de imprensa.

E muito menos o pessoal dos Revoltados On Line, já que não vê problema algum em recebê-los para uma visita nesses primeiros dias movimentados à frente do MEC. Uma agenda que inclui o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), e o ministro da Saúde, Renato Barros.

Gente dos movimentos de educação, como aqueles aguerridos que lutaram incansavelmente pela aprovação do hoje em risco de extinção Plano Nacional de Educação (PNE) nem passaram perto. E nem querem. Já pensou ir discutir a defesa do PNE e encontrar no corredor a frota de atores pornô que – depois de se aproveitar da onda pró-impeachment para sair do ostracismo – foi lá levar suas propostas para o ensino?

Assim como o currículo de Mendonça Filho, o de Frota nada contempla na área da educação ou em movimentos em defesa de uma educação de qualidade para todos, e não para uma minoria, conforme a cartilha do governo interino.

Pelo contrário. O decadente Frota, misto de rambo com leão de chácara, está mais para a pedagogia do brucutu. O que se esperar da pauta do encontro, que o ministro não revelou? Será que a agenda continha o aviso "Proibido para menores"?

Que contribuições à educação pode ter um brutamontes que acha graça contar na televisão ter praticado sexo com uma mãe de santo sem consentimento dela, para depois se acovardar diante da enxurrada de críticas e dizer que tudo não passou de ficção?

Em que pode ajudar a melhorar a qualidade do ensino alguém que, em tom de ameaça, chama o Zé de Abreu para a briga após tomar as dores de cidadãos a serviço da intolerância?

Se faltam informações oficiais, há algumas pistas. Em sua conta no Twitter, o ilustre visitante de Mendonça Filho anunciou hoje ter levado contribuições à educação. E em 7 de março, que “o programa do Frota volta com tudo esse ano”.

Será que ele foi apresentar um projeto de programa educativo voltado ao público infantil na TV Brasil?

Pelo visto, o governo interino só não pretende propor uma PEC para emendar a Lei de Murphy: quando você achar que nada mais pode piorar, ele vai lá e crau.