Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Na Rede / 2014 / 01 / Vídeo mostra população revoltada com enchente incendiando ônibus em SP

São Paulo

Vídeo mostra população revoltada com enchente incendiando ônibus em SP

Desde o começo do ano, 32 ônibus já foram queimados na cidade. Estado investiga se há envolvimento de facções. Enchente aconteceu no dia 22. Moradores acreditam em falta de manutenção de piscinão
por Redação RBA publicado 30/01/2014 15h04
Desde o começo do ano, 32 ônibus já foram queimados na cidade. Estado investiga se há envolvimento de facções. Enchente aconteceu no dia 22. Moradores acreditam em falta de manutenção de piscinão

São Paulo – Um vídeo produzido pelo Observatório Popular no dia seguinte à enchente do último dia 22, que causou prejuízos no Jardim Maria Sampaio, zona sul de São Paulo, mostra a indignação dos moradores que perderam todos os seus bens.

No vídeo é possível ver um ônibus sendo incendiado em protesto, na Estrada do Pirajuçara. Segundo o repórter do Observatório Joseh Silva, os moradores montaram três barricadas e queimaram vários objetos antes do ônibus. "Para conter os moradores, viaturas da Policia Militar chegaram no local. Porém a ação da PM foi desnecessária. Começava a chover forte novamente. Os moradores correram – não da polícia, mas para suas casas com a intenção de salvar o que ainda restava, e quem já havia perdido tudo buscava apenas um abrigo", afirma, em texto publicado do site do Obervatório, uma plataforma virtual que tem como proposta monitorar e cobrar políticas públicas voltadas para a periferia da cidade de São Paulo.

Desde o começo do ano, foram 32 ônibus da frota de transporte municipal incendiados. Ontem, o secretário de Segurança Pública, Fernando Grella, disse que investiga se os episódios são fruto da ação criminosa de facções ou de movimentos sociais.

A comunidade situada à beira do córrego Pirajuçara há dez anos não enfrentava uma enchente tão grave, mesmo tendo presenciado chuvas mais intensas. A suspeita dos moradores, registrada no vídeo, é que as bombas do piscinão que deveriam ter contido a água foram roubadas ou que o reservatório não recebia manutenção.

registrado em: ,