Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Blog do FSM / 2010 / 01 / "Fórum chapa branca" é armadilha de conservadores, diz Jacques Wagner

"Fórum chapa branca" é armadilha de conservadores, diz Jacques Wagner

Oferecendo Salvador como sede do Fórum de 2013, se for reeleito neste ano, o governador da Bahia defende alianças contra neoliberalismo
por anselmomassad publicado 30/01/2010 17h18, última modificação 30/01/2010 19h11
Oferecendo Salvador como sede do Fórum de 2013, se for reeleito neste ano, o governador da Bahia defende alianças contra neoliberalismo

Jacques Wagner quer o FSM 2013, desde que passe no "vestibular de outubro" deste ano, sua reeleição (Foto: Manu Dias/Agecom Divulgação)

Direto de Salvador - O governador da Bahia Jacques Wagner (PT) criticou a cobertura da mídia que afirma que o Fórum Social Mundial Temático Bahia seria "chapa branca". A proximidade e a participação de autoridades do governo de diferentes instâncias são o motivo da análise, considerada como uma "armadilha" e uma "casca de banana" colocada pelos conservadores.

"Quero fazer um alerta para os companheiros do movimento social, para que não caiam na casca de banana desta dicotomia", sustenta Jacques Wagner. "Minha origem é do movimento social e participo deste governo, mas minha concepção de governo é que é preciso sustentar o diálogo social", detalhou. Ele acrescentou que ao apoiar o FSMT-BA o governo estadual não buscava cooptar os ativistas, mas dialogar.

 

 

 

Ele considera que não há contradição aí. "É falsa a contradição de tentar envergonhar vocês (ativistas) por estarem no hotel Pestana. Não caiam nesta empastela", alertou. Para o governador, o democracia é tensão e negociação e é necessário que os movimentos sociais estabeleçam a tensão necessária para que "os governos possam avançar". "É uma casca de banana dos conservadores, os mesmos que querem criminalizar movimentos sociais e colocar governantes em redoma de vidro, colocá-los apenas com os engravatados", criticou.

O governador atacou o modelo neoliberal que, ao reduzir ao máximo a regulação do Estado sobre a economia e flexibilizar a legislação trabalhosta, foi um dos responsáveis pela crise. Ele comparou a crise do sistema financeiro iniciada pelo colapso dos derivativos de crédito com a queda do muro de Berlim, em 1989, que marcou o fim do socialismo real em países do Leste europeu e na Rússia. "Quando caiu o muro de Manhattan, jogo ficou mais complexo e não mais simples, o que exige mais preparação. Não vamos vencer a batalha na guerra de slogan, mas em nossa capacidade de entender o mundo multipolar."

Fórum 2013

Na cerimônia de abertura do Fórum, na noite de sexta-feira (29), Wagner declarou que gostaria que o estado recebesse o evento centralizado em 2013. "Fica o convite desse governador, porque não sei se vou continuar a ser, para que 2013 o Fórum Social Mundial, em edição integral, aconteça nessa primeira capital do país: Salvador", disse.

Jacques Wagner que tenta a reeleição ao governo da Bahia neste ano, chamou o pleito de "vestibular de outubro".

Com informações da Revista Fórum