Ariovaldo Ramos | para a RBA

08/05/2021 - 12h11

A ‘política’ de segurança pública do Rio mata, inclusive, policiais

Foi uma operação da Polícia Civil. Isto é, uma chacina levada a cabo pela Polícia Civil. Ninguém pode justificar a morte de 24 pessoas em nome da lei. A lei não admite rito sumário. Isso é chacina

01/05/2021 - 11h15

Dia do Trabalhador: o ser humano não pode ficar à deriva de sua fragilidade

O trabalho é o que existe de mais digno, ele deve produzir senso de realização, como defendia Jesus

24/04/2021 - 09h36

Insanidade: a humanidade discordou da divindade e virou predadora da criação

Segundo a criação, a humanidade faria tudo na busca de harmonia. Mas o planeta está morrendo pela ganância dos que optaram pela morte como meio de vida

17/04/2021 - 09h26

O Legislativo, o Judiciário, a elite econômica, o golpe e o desgoverno. Por Ariovaldo Ramos

Ninguém indenizará o povo trabalhador brasileiro por amargar perdas decorrentes do golpe. Nem o povo brasileiro por ter de enterrar tantos entes queridos

10/04/2021 - 11h49

Quantas mortes mais serão necessárias para que o genocídio seja investigado?

Vem aí a CPI da Covid, por ordem do STF, ainda que o presidente do Senado ache que o momento é inapropriado para apurar a conduta do governo

02/04/2021 - 14h15

Na Paixão, Cristo demonstra como passar por sofrimento atroz sem conjugar o verbo sofrer

Na Paixão, Cristo mostra que sofrimento não pode nos roubar a identidade nem nos tirar o privilégio e a responsabilidade de ser o sujeito da nossa história

20/03/2021 - 10h02

O absurdo da celebração da ditadura ou a celebração dos absurdos do Judiciário

Tenho certeza de que, na onda de absurdos, tão logo se tenha datas o Judiciário permitirá celebrações e homenagens ao trabalho do presidente na pandemia

13/03/2021 - 09h06

O que torna possível a ação de um genocida, além de sua psicopatia, é a cumplicidade

Ele precisa ter o controle das instituições que constituem o poder, principalmente, do Legislativo. Ou seja, ninguém chega a esse patamar sem cumplicidade

06/03/2021 - 12h25

Mimimi ou nhenhenhém? No Brasil de Jair e Fernando, muda a sofisticação, mas o mal permanece

Com apoio do Judiciário, dos militares, do rentismo e da elite branca escravista, presidentes, toscos ou sofisticados, não toleram qualquer protesto contra o escravismo e a crueldade

1 2 3 6

últimas notícias

Mais Lidas