Home Ambiente Clubes nordestinos se unem e fazem campanha contra derramamento de óleo no litoral
#SOSNordeste

Clubes nordestinos se unem e fazem campanha contra derramamento de óleo no litoral

Além do Bahia, também Ceará, CRB, CSA, Fortaleza, Sport e Vitória protestarão, com seus uniformes, contra o descaso do governo federal pela contaminação
Publicado por Felipe Mascari
13:50
Compartilhar:   
REPRODUÇÃO

De forma conjunta, os times publicaram uma nota oficial para endossar a campanha. 'O Nordeste está ainda mais unido pelo óleo que invade nossas praias. Manchamos nossas mãos'

São Paulo – Os clubes do Nordeste que disputam as séries A e B do Campeonato Brasileiro de futebol lançaram campanha por soluções do derramamento de óleo que vem contaminando as praias dos estados do Nordeste. Além do Bahia, o primeiro a manifestar-se publicamente sobre o caso, agora Ceará, CRB, CSA, Fortaleza, Sport e Vitória fizeram postagens com a hashtag #SOSNordeste.

Os vazamentos de óleo começaram em setembro e estima-se que mais de 2.100 quilômetros do litoral dos nove estados da região já foram atingidos. Sem ações promovidas pelo governo Bolsonaro, moradores estão arriscando a própria saúde, ao remover manualmente as manchas que chegam pelo mar. Dados divulgados pela Marinha mostram que 525 toneladas de óleo já foram recolhidas das praias do Maranhão à Bahia

Na última segunda-feira (21), de forma conjunta, os times publicaram em suas redes sociais uma nota oficial para endossar a campanha. “O Nordeste está ainda mais unido pelo óleo que invade nossas praias. Manchamos nossas mãos, lamentamos pela beleza da nossa costa, vimos o avanço com tristeza, mas não medimos esforços para salvar a natureza da nossa Região. Essa é uma luta de todos. “, diz o texto.

Ao portal Super Esportes, o diretor de Departamento do Marketing do Sport, Rafael Soares, afirma que o clube planeja diversas intervenções ao longo da partida diante do Paraná Clube, nesta quarta-feira (23), na Ilha do Retiro, pela série B. Os jogadores entrarão com os nomes de praias atingidas pelo vazamento estampados na camisa.

“Estamos atentos às diversas causas sociais e vamos nos posicionar sempre que der. Estamos discutindo a possibilidade de colocarmos um posto de arrecadação para equipamento de proteção individual, na Ilha do Retiro, na partida diante do Paraná”, contou.

Já na Série A, apesar de lutar contra o rebaixamento, o CSA, de Alagoas, não se omitiu da campanha. O time deve jogar com uma camisa manchada pelas mãos de trabalhadores que estão retirando o óleo das praias, na partida contra o Flamengo, no domingo (27). Já Ceará e Fortaleza ainda estudam quais ações práticas farão.

Na segunda-feira (21), contra o Ceará, o Bahia deu o pontapé inicial na campanha. O time entrou em campo com o uniforme “poluído” com manchas negras. “O problema é seu. O problema é nosso. Quem derramou esse óleo? Quem será punido por tamanha irresponsabilidade? Será que esse assunto vai ficar esquecido? O Bahia é você, somos nós, cada ser humano”, publicou o time de Salvador.