Home Ambiente Evento chama a atenção para a preservação da represa Guarapiranga
Neste domingo

Evento chama a atenção para a preservação da represa Guarapiranga

Responsável pelo abastecimento de 5 milhões de pessoas na cidade de São Paulo, represa sofre com despejo de esgoto e o desmatamento
Publicado por Luciano Velleda, para a RBA
14:22
Compartilhar:   
Luiz Guadagnoli/Secom

Na manhã de domingo, Abraço ao Guarapiranga terá ampla programação no entorno do manancial

São Paulo – Chamar a atenção sobre a importância da represa Guarapiranga como fonte de abastecimento de água da cidade de São Paulo e na região metropolitana, além de denunciar o descaso com a preservação dos mananciais e alertar a população para a possibilidade de privatização do saneamento básico, tema em debate no Congresso Nacional. Esses são os objetivos do evento intitulado Abraço ao Guarapiranga, que será realizado neste domingo (26), no entorno do manancial, organizado por entidades ambientalistas, universidades e segmentos da sociedade civil. O movimento em defesa da represa começou em 2006, quando a represa completou 100 anos.

“Acreditamos que a água é fonte de vida. A represa de Guarapiranga, nos últimos anos, tem sido muito desvalorizada. Um dos grandes problemas da região, aqui na área de mananciais, é o desmatamento, e a própria Sabesp jogando esgoto na represa, o que é inaceitável. Ela é a ‘caixa d’água’ para 5 milhões de pessoas na região sul de São Paulo. A represa tem que ser respeitada e valorizada pelas autoridades, mas também pelos moradores da região, que ainda jogam muito lixo na represa”, afirma o padre Jaime Kroul, que atua na conscientização em relação ao meio ambiente, na região do Jardim Ângela, zona sul de São Paulo, em reportagem de Cosmo Silva, da Rádio Brasil Atual.

Ambientalista e um dos organizadores do Abraço ao Guarapiranga, Mauro Scarpinatti ressalta a importância do manancial para a cidade de São Paulo. Segundo ele, as ocupações irregulares, o esgoto sem tratamento despejado no reservatório e a possibilidade de privatização do saneamento podem agravar ainda mais o abastecimento de água na capital paulista.

Veja a programação do evento

M’Boi Mirim I
8h – Saída de caminhadas das paróquias da região em direção ao local
10h – Chegada, acolhida e celebração de Missa Campal
11h30 – Plantio de mudas
12h – Abraço à Guarapiranga

M’Boi Mirim II
9h – Abertura
9h30 – Monitoramento de Qualidade da Água – SVMA
10h – Trilha das Águas – Pavs Cejam
10h30 – Apresentações Culturais – Ceu Vila do Sol
11h15 – Plantio de mudas – SVMA e Desbravadores
12h -Abraço à Guarapiranga

Capela do Socorro I – Pq. da Barragem
9h – Abertura no Parque da Barragem – Oficinas, atividades ambientais e exposições; Tendas de organizações locais
10h – Shows e atividades culturais
11h – Plantio de mudas
12h – Abraço à Guarapiranga

Capela do Socorro II – Clube Campo do Castelo
9h – Abertura com caminhada, coleta de recicláveis da orla, oficinas, atividades ambientais, plantio e distribuição de mudas, medição da qualidade da água
10h30 – Apresentações musicais, atividades culturais
12h – Abraço Guarapiranga na orla do Clube Castelo e na Água com embarcações

Itapecerica da Serra/Embu Guaçu
8h – Missa na Paróquia S. Trindade – Rua Cesário Verde, 360 – Jd. Jacira – Itap. Serra
9h – Saída em caminhada
10h – Chegada na Guarapiranga
10h15 – Café comunitário
10h30 – Coleta de Recicláveis com Recicla Vera Cruz
10h45 – Apresentações Culturais – Balé de crianças
11h30 – Plantio de mudas
12h – Abraço à Guarapiranga e lançamento do abaixo-assinado pela Parque Ecológico do Crispim

Ouça a reportagem na íntegra