Você está aqui: Página Inicial / Ambiente / 2015 / 02 / Ameaçados por barragem em Cachoeira de Macacu reúnem-se com secretário estadual

rio de janeiro

Ameaçados por barragem em Cachoeira de Macacu reúnem-se com secretário estadual

Reunião realizada nesta manhã alerta governo do Rio para violação de direitos de 3 mil trabalhadores rurais ameaçados por inundação decorrente de projeto para enfrentar crise hídrica
por Redação RBA publicado 11/02/2015 10h25, última modificação 11/02/2015 10h43
Reunião realizada nesta manhã alerta governo do Rio para violação de direitos de 3 mil trabalhadores rurais ameaçados por inundação decorrente de projeto para enfrentar crise hídrica
Divulgação
guapiacu3.jpg

Região tem produção diária de 55 t de alimentos, liderando o plantio de aipim e milho para consumo da capital

São Paulo – O secretário do meio ambiente do estado do Rio de Janeiro, André Corrêa, recebe nesta manhã uma comissão do município de Cachoeiras de Macacu composta por dez atingidos e o prefeito Cica Machado na sede do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). A reunião dará esclarecimentos sobre o projeto de construção de uma Barragem no Rio Guapiaçu. Dentre as pautas estão a preservação do rio Guapiaçu e a política de direitos dos atingidos.

A barragem, se construída, poderá atingir diretamente três mil pessoas, além de incidir sobre uma cadeia produtiva de quinze mil trabalhadores, que gera anualmente aproximadamente R$ 100 milhões. A região movimenta uma produção diária de 55 toneladas de alimentos, liderando o plantio de aipim e milho, produtos destinados principalmente ao consumo da capital do estado. O projeto como está elaborado, é considerado, pela Associação de Geógrafos Brasileiros, o mais prejudicial do ponto de vista dos seus impactos sociais e ambientais.

Diante da falta de água que assola a região sudeste do país, a solução anunciada pelo governador Luiz Fernando Pezão é afogar mais de três mil histórias. A barragem do rio Guapiaçu é apontada pelo governo como solução para o sistema Imunana-Laranjal, que abastece a região leste metropolitana do Rio de Janeiro.

Na audiência também será entregue ao secretário o documentário “Guapiaçu: um Rio de Janeiro Ameaçado”, lançado nesta terça-feira (10), que retrata as irregularidades envolvendo o projeto da barragem. Indenizações que não ultrapassam o preço de um barraco, coação da empresa construtora e táticas de intimidação individual são algumas das violações de direitos humanos retratadas no vídeo.

O documentário foi construído coletivamente com os atingidos da região e procura trazer à tona uma realidade vivida em todas as barragens do país, que já atingiram mais de um milhão de pessoas, segundo relatório da Comissão Mundial de Barragens. “Guapiaçu, um Rio de Janeiro Ameaçado”O documentário “Guapiaçu, um Rio de Janeiro Ameaçado” aborda diversas irregularidades envolvendo o projeto da barragem prevista para o município de Cachoeiras de Macacu.

Saiba mais: