Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2017 / 12 / Contra a reforma da Previdência, trabalhadores farão ato em frente ao INSS

Mobilização

Contra a reforma da Previdência, trabalhadores farão ato em frente ao INSS

Manifestação será realizada nesta quarta-feira (13), a partir das 11h, no Viaduto Santa Ifigênia, em São Paulo
por Redação RBA publicado 12/12/2017 18h40, última modificação 12/12/2017 18h41
Manifestação será realizada nesta quarta-feira (13), a partir das 11h, no Viaduto Santa Ifigênia, em São Paulo
Maria Dias/CUT-SP
Ato_CUT

Ato tem o objetivo de chamar a atenção dos parlamentares indecisos para não aprovarem a reforma de Temer

São Paulo – Trabalhadores de várias regiões do país farão protestos nesta quarta-feira (13) contra a "reforma" da Previdência, em tramitação na Câmara. Em São Paulo, o ato será em frente à sede do Instituto Nacional do Seguro Social). A manifestação, organizada pela CUT-SP, terá concentração às 11h, no Viaduto Santa Ifigênia. Em seguida, haverá caminhada pelas ruas da região central.

A mobilização ocorre em meio as articulações do governo de Michel Temer (PMDB) para votar, nos próximos dias, a proposta de emenda à Constituição. Por se tratar de PEC, são necessários 308 votos, número ainda não alcançado nas contas do próprio governo. Como método para angariar apoio dos deputados, Temer negocia cargos em ministérios, aprovação de projetos e verbas parlamentares.

“A CUT e seus sindicatos estão em estado de alerta e têm programado uma série de ações e atos para mobilizar a população e pressionar os deputados indecisos a serem contra a reforma. Também sinalizam uma greve nacional se a medida entrar em votação”, afirma nota da entidade. 

Ontem (11), sindicatos do setor de transportes em São Paulo, ligados a várias centrais, aprovaram paralisação contra a proposta do governo.