Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2012 / 06 / Em Campinas, trabalhadores são encontrados em condições de escravidão

Em Campinas, trabalhadores são encontrados em condições de escravidão

por Redação da RBA publicado , última modificação 22/06/2012 13h46

São Paulo – O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Campinas e Região encontrou nove operários em situação análoga à escravidão, em um alojamento no Parque Novo Mundo, em Campinas. A responsável pela situação é a empresa Pedrosa Construções, terceirizada responsável pela contratação da mão de obra. 

Segundo o diretor do sindicato Paulo Martins, a denúncia surgiu após um dia de expediente, quando os trabalhadores dormiram na rua, pois o local onde residiam - cedido pela empresa - foi trancado com cadeado pelo dono da Pedrosa Construções.  

No local se averiguou que os trabalhadores viviam em uma casa inacabada, sem banheiro, sem janelas e sem camas. O dirigente sindical afirmou que caso como esses são recorrentes. Conforme ele, não é a primeira vez que essa empresa apresenta irregularidades.

Após cobrança do sindicato para que as obrigações trabalhistas fossem cumpridas, a construtora PDG, responsável pelas obras das residências no Jardim Santa Genebra, se comprometeu a alojar os trabalhadores em um hotel com condições adequadas de alimentação e higiene, além do pagamento atrasado de dias trabalhadores. 

O sindicato acompanhará a situação e fiscalizará, nos próximos dias, se os direitos dos operários estão sendo cumpridos. 

Ouça a reportagem de Anelize Moreira, da Rádio Brasil Atual.