Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2011 / 06 / Greve de motoristas de ônibus do ABC continua pelo menos até 6ª pela manhã

Greve de motoristas de ônibus do ABC continua pelo menos até 6ª pela manhã

Se assembleia decidir pela continuação do movimento, TRT julgará o dissídio à tarde
por Redação da RBA publicado 02/06/2011 19h38, última modificação 02/06/2011 20h02
Se assembleia decidir pela continuação do movimento, TRT julgará o dissídio à tarde

São Paulo – A greve dos motoristas e cobradores do ABC paulista continua pelo menos até a manhã desta sexta-feira (3), quando haverá nova assembleia, prevista para começar às 9h. Audiência de conciliação realizada no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), entre o Sindicato dos Rodoviários e a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), ficou em aberto. Se a assembleia decidir pela manutenção da greve, o TRT julgará o dissídio às 13h.

Com data-base em 1º de maio, a categoria reivindica 8% de reajuste, 10% de aumento no vale-refeição,  participação de lucros ou resultados (PLR) de R$ 450 para todos os funcionários e bonificação de R$ 1.500 para os motoristas que fazem função de cobrador. De acordo com o TRT, a empresa oferece reajuste com base no INPC-IBGE (6,3%) mais 1,5% de aumento real.

Segundo a EMTU, a greve atinge 14 das 19 empresas de transporte metropolitano e ao menos 200 mil passageiros desde a quarta-feira (1º), de um total de 550 mil que  usam o sistema diariamente. São 130 linhas, com aproximadamente 850 ônibus.

Como não houve acordo na audiência, a desembargadora Sonia Maria Franzini determinou que 80% da frota seja mantida durante todo o dia, e não só em horários de pico. Ela fixou multa de R$ 200 mil ao dia em caso de descumprimento.

registrado em: ,