Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2009 / 10 / Bancários da Caixa decidem manter paralisação

Bancários da Caixa decidem manter paralisação

por Redação da RBA publicado , última modificação 15/10/2009 17h35

(Foto: Jailton Garcia/Seeb-SP)

Os empregados da Caixa Federal decidiram manter a greve que completa nesta sexta-feira (16) 23 dias. Em São Paulo, trabalhadores fazem nova assembleia nesta sexta, às 16h.

Os bancários reivindicam avanços em relação à igualdade de direitos, ao Plano de Cargos Comissionados (PCC) e ao aumento do número de novas contratações. A última negociação entre representantes dos bancários e a direção Caixa foi realizada na terça-feira (13), e não há data marcada para nova rodada. Na ocasião, a direção da Caixa apresentou uma proposta que trouxe modificações apenas em relação à Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

“A Caixa têm condições de atender às reivindicações dos trabalhadores. Os bancários mantêm a greve para que haja a retomada das negociações com proposta que valorize os funcionários”, disse Luiz Cláudio Marcolino, presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e membro do Comando Nacional dos Bancários.

De acordo com levantamento da Associação de Pessoal da Caixa Econômica Federal (Apcef), 236 locais de trabalho aderiram à mobilziação, sendo 206 totalmente. Além de São Paulo e Osasco decidiram permanecer de braços cruzados os empregados de Brasília, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Ceará, Pernambuco, Bahia, Piauí, Sergipe, Paraíba, Alagoas, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Mato Grosso, Rondônia, Pará e Amapá.

Mais greves

Os funcionários do Banco da Amazônia e do Banco do Estado de Sergipe (Banese) também permanecem em greve desde de setembro. Os trabalhadores dos dois bancos aguardam igualmente uma proposta que atenda às suas reivindicações específicas.

Já os funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), em assembleia realizada pelo Sindicato dos Bancários do Ceará na quarta-feira, dia 14, numa votação bastante disputada, decidiram aceitar a proposta do banco e sair da greve que continua em outras bases sindicais no Nordeste.

Acordos no BB e Nossa Caixa

O Comando Nacional dos Bancários e a direção do Banco do Brasil assinaram nesta quinta (15) o acordo de PLR. O crédito na conta dos bancários deverá ocorrer nesta sexta-feira (16). 

No BB a PLR é semestral e distribuirá o montante de R$ 508 milhões. Cada funcionário receberá 45% do salário mais R$ 483, acrescidos do pagamento linear de 4% do lucro líquido distribuídos igualmente entre todos, o que equivale a R$ 1.730,96 para cada um. E além do reajuste de 6% conquistado junto à federação dos bancos (Fenaban), serão aplicados 3% no Plano de Cargos e Salários (PCS).

Foi garantida também a discussão de um novo Plano de Carreira, Cargos e Salários a partir de 1º novembro, com conclusão de proposta até 30 de junho de 2010, e a contratação de 10 mil novas funcionários.

Já na Nossa Caixa serão distribuídos R$ 60 milhões de maneira igual aos funcionários, resultando no valor entre R$ 4 mil e R$ 4,1 mil, que também deverão ser depositados nesta sexta (16).

Na segunda-feira (19) o Comando Nacional assina o acordo com a Fenaban e o crédito dos bancários de bancos privados deverá sair em até 10 dias.

 

Com informações da Seeb-SP