Você está aqui: Página Inicial / Saúde e Ciência / 2017 / 04 / Idec divulga lista com irregularidades em produtos alvos da Operação Carne Fraca

fraudes

Idec divulga lista com irregularidades em produtos alvos da Operação Carne Fraca

Entre as principais irregularidades, níveis de ácido sórbico e de amido além do permitido em linguiças e salsichas, e de proteínas abaixo do mínimo exigido em salsichas.
por Redação RBA publicado 24/04/2017 13h01
Entre as principais irregularidades, níveis de ácido sórbico e de amido além do permitido em linguiças e salsichas, e de proteínas abaixo do mínimo exigido em salsichas.
ARQUIVO/Governo de Minas Gerais
carne fraca.jpeg

Segundo o Idec, estão sendo investigados, até o momento, itens produzidos por 23 empresas

São Paulo – O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) divulgou lista com informações detalhadas sobre a composição nutricional de produtos alvos da Operação Carne Fracadeflagrada em março. Entre os produtos fraudados há salsichas, linguiças, hambúrgueres e frangos congelados fabricados por 23 empresas, entre elas BRF, JBS (da marca Friboi), Peccin e Seara. 

As informações foram obtidas pelo Idec junto à Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon).

Em entrevista à Rádio Brasil Atual, a nutricionista do Idec, Ana Paula Bortoletto, conta que foi detectada presença de ácido sórbico e amido acima do permitido e de proteína em limites muito abaixo do exigido nas salsichas. Na linguiça calabresa, o mesmo nível de ácido sórbico também foi encontrado.

Ana Paula conta também que foi encontrado excesso de água em frangos congelados. Nos hambúrgueres congelados, foi detectada ainda a presença de salmonela.

Segundo a nutricionista, o documento divulgado especifica lote, data de validade e os problemas encontrados em cada um deles. "Com essas informações, o consumidor será capaz de verificar se comprou um produto fraudado ou não", explica.

Ouça: