Você está aqui: Página Inicial / Saúde e Ciência / 2017 / 04 / Em São Paulo, ativistas farão ato neste sábado contra desmonte do SUS

'não é mercadoria'

Em São Paulo, ativistas farão ato neste sábado contra desmonte do SUS

Manifestação na Avenida Paulista denuncia a aceleração do processo de privatizações da saúde pública e o subfinanciamento do sistema
por Redação RBA publicado 07/04/2017 13h23, última modificação 07/04/2017 13h34
Manifestação na Avenida Paulista denuncia a aceleração do processo de privatizações da saúde pública e o subfinanciamento do sistema
FACEBOOK/REPRODUÇÃO
saúde.jpeg

Segundo o Fórum, sucatear a qualidade do SUS 'é estratégico' para beneficiar os planos de saúde

São Paulo – O Fórum Popular de Saúde do Estado de São Paulo realizará amanhã (8), às 15h, um ato contra o desmonte do Sistema Único de Saúde (SUS) no vão livre do Masp. A manifestação na Avenida Paulista, no centro da capital, denuncia a aceleração do processo de privatizações da saúde pública e o subfinanciamento do SUS.

Com o lema "Saúde Não é Mercadoria", o ato protesta contra o desmonte do setor, por meio das gestões de João Doria e Michel Temer, em benefício dos empresários. "Num mundo em que cada vez mais tudo vira negócio, as vidas das pessoas passam a ter preços também, e isso se traduz pelos processos de privatização, que transferem recursos dos serviços públicos em benefício do lucro dos setores privados. Para facilitar isso é interessante para (eles) que o SUS seja destruído", critica a nota do ato.

Segundo o Fórum, sucatear a qualidade do SUS "é estratégico" para "oferecer à população consultas e exames em planos de saúde com preços "populares", remédios e serviços de qualidade questionáveis".