Você está aqui: Página Inicial / Saúde e Ciência / 2013 / 09 / Mais 2 mil médicos cubanos chegam ao Brasil nesta semana

atendimento básico

Mais 2 mil médicos cubanos chegam ao Brasil nesta semana

Profissionais participarão de cursos de adaptação no Distrito Federal, em Fortaleza, em Belo Horizonte de em Vitória
por Yara Aquino, da Agência Brasil publicado 30/09/2013 12h23, última modificação 30/09/2013 12h25
Profissionais participarão de cursos de adaptação no Distrito Federal, em Fortaleza, em Belo Horizonte de em Vitória
marcello casal jr./abr
médico cubano maranhão

Médico cubano é recebido em cidade do Maranhão

Brasília - De hoje (30) até o final desta semana chegam ao Brasil mais 2 mil médicos cubanos para a segunda etapa do Programa Mais Médicos. Hoje, os primeiros 135 profissionais de Cuba desembarcam em Vitória. Na próxima segunda-feira (7), os 2 mil cubanos iniciam o módulo de avaliação que tem duração de três semanas com aulas sobre língua portuguesa e o sistema brasileiro de saúde pública. As informações são do Ministério da Saúde.

Além dos 2 mil cubanos, os 149 médicos com diploma do exterior que foram selecionados para a segunda fase do Mais Médicos iniciam o módulo de avaliação no dia 7. As aulas ocorrerão no Distrito Federal, em Fortaleza, Vitória e Belo Horizonte.

Na primeira fase do Programa Mais Médicos, 400 profissionais cubanos chegaram ao Brasil e passaram por curso de formação e avaliação. A previsão do Ministério da Saúde é trazer ao país, até o final do ano, 4 mil médicos cubanos. Esses profissionais vêm ao Brasil por meio de um acordo intermediado pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

Assim como os médicos com diploma do exterior que se inscreveram individualmente, os cubanos que vêm pelo acordo com a Opas não precisam passar pelo Revalida (Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior) e, por isso, terão registro provisório por três anos para atuar na atenção básica e com validade restrita ao local para onde forem designados.