Você está aqui: Página Inicial / Saúde e Ciência / 2009 / 05 / Gripe suína: alerta da OMS relação foi correto

Gripe suína: alerta da OMS relação foi correto

Análise publicada na revista Science aponta que vírus H1N1 é potencialmente tão letal quanto o de gripe que provocou a morte de dois milhões de pessoas em 1957
por João Peres, da RBA publicado , última modificação 15/05/2009 14h41
Análise publicada na revista Science aponta que vírus H1N1 é potencialmente tão letal quanto o de gripe que provocou a morte de dois milhões de pessoas em 1957

A primeira análise do vírus Influenza A destaca que a ameaça ainda não passou e que a decisão da Organização Mundial de Saúde (OMS) de emitir um alerta nível 5 (em um máximo de 6) foi acertada. A pesquisa realizada por cientistas do Reino Unido detectou que não houve exagero, como levou a crer o número relativamente reduzido de mortes das semanas seguintes ao surgimento da epidemia. Segundo a OMS, 61 pessoas morreram, de um universo de 5 mil casos registrados em 30 países.

O Departamento de Epidemiologia e Doenças Infecciosas do Imperial College London comprovou que o vírus é transmitido mais facilmente do que o da gripe comum e é potencialmente tão letal quanto o da gripe asiática de 1957, que matou dois milhões de pessoas. Um estudo publicado ano passado pelo Banco Mundial apontou que, se uma pandemia do tipo ocorresse atualmente, poderia vitimar 14 milhões de pessoas e consumir 2% da economia mundial.

Com dados coletados no México, os cientistas descobriram que a epidemia provavelmente teve início na cidade de La Gloria, no estado de Veracruz. Ainda que, no estágio atual, seja difícil quantificar o impacto que o H1N1 terá sobre a saúde humana, a pesquisa pode ajudar a definir políticas públicas, como o fechamento de escolas em áreas de risco.  

registrado em: