Você está aqui: Página Inicial / Revista do Brasil / Edição de outubro 2017 / Cooperifa celebra aniversário de 16 anos com 10ª Mostra Cultural
Número 133,

Periferia

Cooperifa celebra aniversário de 16 anos com 10ª Mostra Cultural

De sábado (21) até o dia 29, zona sul de São Paulo recebe mais de 40 atividades de música, dança, teatro, literatura, cinema e debates. Evento questiona censura nas artes
por Redação RBA publicado 20/10/2017 14h10, última modificação 20/10/2017 14h34
De sábado (21) até o dia 29, zona sul de São Paulo recebe mais de 40 atividades de música, dança, teatro, literatura, cinema e debates. Evento questiona censura nas artes
Reproduções
artistas

Izzy Gordon abre a semana, Ana Cañas estará no encerramento. Wagner Moura e Dexter estão na maratona cultural


Toda semana, “a poesia desce do pedestal e beija os pés da comunidade” no Sarau da Cooperifa, coletivo que em 2017 completa 16 anos. Para celebrar a data, este que é um dos principais grupos de vanguarda na produção cultural periférica do país promove deste sábado (21) até o próximo dia 29, no Capão Redondo, extremo sul de São Paulo, a 10
ª Mostra Cultural da Cooperifa. O evento reúne cerca de 40 atividades com artistas locais e famosos, como o ator Wagner Moura, o rapper Dexter, a cantora Ana Cañas e os escritores Xico Sá, Sueli Carneiro, Paulo Lins e Marcelino Freire.

É importante trazer gente de fora, mostrar que a periferia se tornou um importante palco da cultura brasileira. Mas a maior parte da programação é, e tem de ser, de nomes que a periferia já conhece e que produzem muito do que é consumido pela periferia”, diz Sérgio Vaz, fundador do coletivo.

Além de comemorar o aniversário da Cooperifa, o festival questiona e desafia os recentes episódios de censura ocorridos em exposições. “Nós vivemos um período de censura à arte e à cultura. Nós, da Cooperifa, resistimos e vamos levar o que há de melhor feito na periferia e fora da periferia para a mostra”, afirmaVaz.

A programação será aberta neste sábado, às 16h, no Sesc Campo Limpo. A doutoranda em História Marilu Cardoso e o músico, pesquisador, africanista e doutor em História Social Salloma Salomão participam de um bate-papo sobre o resgate da cultura negra na periferia. Às 18h, o tema do debate é “Cultura e educação, armas do povo para a liberdade”, com participação da filósofa, escritora e ativista antirracismo Sueli Carneiro e o professor Douglas Belchior, ativista do movimento negro. Na sequência, às 20h, a cantora e compositora Izzy Gordon apresenta o show Luzia.

No domingo (22), o ator Gero Camilo interpreta canções de Belchior na Fábrica de Cultura Jd. São Luís, com o show Alucinações. Também fazem parte da programação os saraus da Cooperifa e das Pretas, um encontro poético com Sérgio Vaz, Xico Sá e Wagner Moura – quarta (25), no Sesc Campo Limpo –, contação de história, declamação de poesia, exibição de filmes no projeto Cinema na Laje, peças teatrais, oficinas de reciclagem, performance de slam e shows com Cocão Avoz, Akins Kintê, Jairo Periafricania. Fernanda Coimbra, Ana Cañas, Dexter e Rincon Sapiência estarão no show de encerramento, no domingo (29), na Casa de Cultura M'Boi Mirim.

A programação completa da 10ª Mostra Cultural da Cooperifa pode ser conferida no site www.cooperifa.com.br.