Você está aqui: Página Inicial / Política / 2017 / 05 / No Twitter, Joaquim Barbosa pede renúncia imediata de Michel Temer

'sem saída'

No Twitter, Joaquim Barbosa pede renúncia imediata de Michel Temer

Ex-presidente do Supremo também diz que líderes políticos, mídia e empresários 'minimizam gravidade dos fatos'
por Redação RBA publicado 19/05/2017 13h17, última modificação 19/05/2017 13h40
Ex-presidente do Supremo também diz que líderes políticos, mídia e empresários 'minimizam gravidade dos fatos'
EBC
joaquim barbosa.jpg

'Brasileiros devem reivindicar com força: a renúncia imediata de Michel Temer', publicou Barbosa

São Paulo – Após as denúncias contra o presidente Michel Temer, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa afirmou hoje (19) que a situação é insustentável para Temer. "Não há outra saída: os brasileiros devem se mobilizar, ir para as ruas e reivindicar com força: a renúncia imediata de Michel Temer", publicou em sua conta no Twitter.

O ex-ministro do Supremo também diz que a situação "é gravíssima", mas os "líderes políticos, empresariais, parte da mídia se incumbiram de minimizar a gravidade dos fatos". Ele também ironizou: "nada aconteceu, não é mesmo?"

Barbosa reforça que o caso "seria um motivo forte o bastante para se desencadear um clamor pela sua renúncia".

Em delação premiada de Joesley Baptista, dono da JBS, Michel Temer é acusado de dar aval para o empresário comprar o silêncio de Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara e preso pela operação Lava Jato. Imagens divulgadas ontem (18), também mostram entrega de propina ao indicado de Michel Temer, o deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

Na tarde de ontem, Michel Temer afirmou que não renunciará ao cargo.